Repositório Digital

A- A A+

A poetics of chance : reading Paul Auster

.

A poetics of chance : reading Paul Auster

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A poetics of chance : reading Paul Auster
Autor Ferreira, Gabriela Semensato
Orientador Bittencourt, Rita Lenira de Freitas
Garcia, Rosalia Angelita Neumann
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Curso de Letras: Licenciatura.
Assunto Auster, Paul
Literatura norte-americana
[en] American literature
[en] Chance
Resumo A obra ficcional de Paul Auster é conhecida há pelo menos três décadas e reconhecida pelos seus detetives Quinn, ou Work ou Wilson, que passam a se chamar Paul Auster, e, ao mesmo tempo, recusam esse nome. Esses são os personagens de Cidade de Vidro, de A Trilogia de Nova York, uma das obras analisadas no presente trabalho. Estudamos ainda Leviatã, O Livro das Ilusões, A Música do Acaso e O Caderno Vermelho. Investigamos também sua prosa não ficcional, como em Prosa Coligida. Nosso objetivo, com estas análises, é apontar a criação de uma poética do acaso, que pode ser identificada a partir da leitura da obra do escritor norte-americano. Para isso, dividimos o trabalho em capítulos, os quais são Hindsight (Retrospectiva), Language and Silence (Linguagem e Silêncio), Death and Invisibility (Morte e Invisibilidade), Fiction as Mirror (Ficção como Espelho) e A Throw of the Dice (Um Lance de Dados). Cada capítulo fala de uma característica que foi percebida através de uma leitura crítica das obras de Auster. Verificamos que elas indicam ou reforçam a presença do Acaso nas narrativas. Este trabalho torna-se, portanto, a leitura de uma poética do acaso na obra de Auster, a qual lê e relê a modernidade desde Mallarmé e, por que não, Miguel de Cervantes, Herman Melville, Henry David Thoreau, entre outros. Auster repensa, assim, as propostas desses escritores e de outros artistas de forma teórica e crítica, engendrando essas leituras em sua própria escritura.
Abstract Paul Auster's fictional work is known for three decades at least and renown for detectives Quinn, or Work or Wilson, who become Paul Auster and, at the same time, deny this name. These are the characters from City of Glass, in The New York Trilogy, one of the novels analyzed in the present paper. We have also studied Leviathan, The Book of Illusions, The Music of Chance and The Red Notebook, as well as investigated his non-fictional prose in Collected Prose. Our objective is to highlight the creation of a poetics of chance, which can be identified from the reading of this American writer's works. For this purpose we divided the study into chapters, in this order Hindsight, Language and Silence, Death and Invisibility, Fiction as Mirror and A Throw of the Dice. Each chapter speaks of a characteristic perceived through a critical reading of Auster's narratives. We realized they indicate or reinforce the presence of Chance in these narratives. Therefore, this study is the reading of a poetics of chance in Auster, whose works read and reread modernists such as Mallarmé, and, why not, Miguel de Cervantes, Herman Melville, Henry David Throeau, among other. Thus Auster rethinks the propositions brought about by these writers and artists theoretically and critically, recreating these readings in his own writing.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/39425
Arquivos Descrição Formato
000824078.pdf (563.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.