Repositório Digital

A- A A+

O lúdico na prática docente

.

O lúdico na prática docente

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O lúdico na prática docente
Autor Tristão, Marly Bernardino
Orientador Gil, Natália de Lacerda
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Ensino a Distância: Licenciatura.
Assunto Alfabetização
Jogos pedagógicos
Psicomotricidade
Resumo Esta pesquisa teve por finalidade demonstrar a importância da ludicidade na alfabetização. Conforme os estudiosos apontam, “o brincar é importante”, “deixe a criança brincar”, “o jogo é uma necessidade do ser humano” etc. Há uma intuição generalizada de que o jogo é importante para a criança, pois, é através de atividades lúdicas (jogos e brincadeiras) que a criança interage consigo e com o outro, constrói normas para si e para o outro, cria e recria a cada nova brincadeira o mundo que a cerca e, consequentemente, aprende. Aprendizado esse construído com experiências afetivas que estabelecem relações mútuas com o ambiente. É fundamental tomar consciência de que a atividade lúdica infantil fornece informações elementares a respeito da criança: suas emoções, a forma como interage com seus colegas, seu desempenho físico-motor, seu estágio de desenvolvimento, seu nível lingüístico, sua formação moral. O jogo acontece em determinados momentos no cotidiano infantil. Partindo da idéia de que o jogo é uma necessidade para a criança, constata-se que o tempo para ela brincar tem se tornado cada vez mais escasso, tanto dentro como fora da escola. Muitas vezes a escola não oportuniza um tempo para o brincar, por ter um programa de ensino a ser cumprido e objetivos a serem atingidos, para cada faixa etária. Com isso, o jogo fica relegado ao pátio ou destinado a “preencher” intervalos de tempo entre aulas. Entretanto, o jogo pode e deve fazer parte das atividades curriculares, sobretudo, nos níveis pré-escolares e de Ensino Fundamental, e ter um tempo pré-estabelecido durante o planejamento na sala de aula. A brincadeira na rua ou em outros espaços abertos tem várias implicações (não considerando a questão de falta de segurança), já que a criatividade das crianças toma conta dos espaços e os transforma em função das suas “necessidades lúdicas”. Brincar na rua é um aprendizado e uma oportunidade para a criança interagir com outros parceiros e desenvolver jogos nos quais a atividade física predomina. Esta pesquisa tinha, como objetivo geral, refletir sobre a importância da ludicidade na prática pedagógica como facilitadora do ensino-aprendizagem do aluno na alfabetização e, como objetivos específicos, identificar e analisar as necessidades existentes dentro da escola para implantar a cultura do lúdico, reconhecer as dificuldades encontradas pelo professor diante da utilização dos jogos em sala de aula e apontar os benefícios das atividades lúdicas em ambientes educativos. A pesquisa foi realizada através de questionário aberto aplicado a professores e gestores de escolas públicas da Rede Municipal de Gravataí. A conclusão final permitiu ressaltar os principais aspectos da pesquisa que certamente farão com que os educadores motivem-se para a realização de novos estudos sobre o tema abordado.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/39549
Arquivos Descrição Formato
000825104.pdf (234.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.