Repositório Digital

A- A A+

A Importância dos Contos de Fadas : um estudo sobre as preferências das crianças

.

A Importância dos Contos de Fadas : um estudo sobre as preferências das crianças

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A Importância dos Contos de Fadas : um estudo sobre as preferências das crianças
Autor Voltz, Sabrina
Orientador Gil, Natália de Lacerda
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Ensino a Distância: Licenciatura.
Assunto Contador de histórias
Conto de fada
Hora do conto
Literatura infantil
Resumo Esta pesquisa trata sobre os Contos de Fadas e sua importância psicológica para os alunos e crianças em geral. Tem como objetivos descobrir se os Contos de Fadas permanecem atuais, ou seja, se despertam interesse nas crianças de hoje; verificar se o interesse é maior na transmissão oral, ou através de meios de comunicação modernos como vídeo e televisão; e observar se há existência de uma diferença de percepção psicológica nas crianças, entre os Contos de Fadas e as histórias de hoje em dia. Está fundamentada em estudos na área de psicologia e literatura infantil, onde se afirma que os Contos de Fadas em sua versão original são de fundamental importância na formação da personalidade da criança. Este tema vem sendo amplamente discutido, mas esta pesquisa teve seus fundamentos teóricos principalmente dois autores, que são Bruno Bettelheim (1980) e Ana Maria Machado (2002). O autor afirma que os Contos de Fadas somente em sua versão original são capazes de atingir o inconsciente da criança e de ajudá-la a resolver seus conflitos internos. Ele demonstra exemplos e toda uma simbologia adjacente nestes contos que acredita serem em parte responsáveis por esta resolução de conflitos. A autora, além de concordar com esta questão psicológica, é contra adaptações nos Contos por acreditar ser um desrespeito a uma obra literária tão secular. Ela afirma que “pasteurizar” os contos para adaptá-los à modernidade também é um desrespeito com a criança, pois além de lhe tirar a oportunidade de conhecer uma obra literária pertencente ao folclore mundial, também lhe tira a chance de um final justo. Para tornar concreto este estudo foi feita uma pesquisa através do método assembleia, onde as perguntas são lançadas ao grande grupo e as respostas vão sendo anotadas e tabuladas. Todo o trabalho foi feito na turma em que trabalho este ano. São 23 alunos em uma primeira série, com idade entre seis e sete anos, 13 meninas e 10 meninos. Todas as questões tinham como objetivo visualizar as preferências dos alunos em diversas modalidades de história: transmissão oral, por vídeo, Contos de Fadas e história atual. Chegando ao final das cinco semanas, que foi o tempo necessário para realizar a pesquisa, obtive os seguintes dados: se for exibido em filme, a preferência foi pela história atual; caso for contação oral, preferiram o Conto de Fadas; mas entre contação oral e filme, preferem assistir o filme. Pude então concluir que as crianças apreciam o Conto de Fadas na forma de transmissão oral, como afirmaram os autores, mas também apreciam histórias modernas de qualidade e as transmitidas através das tecnologias, com seus movimentos, cores e personagens animados.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/39573
Arquivos Descrição Formato
000825092.pdf (77.75Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.