Repositório Digital

A- A A+

A expressão das claudinas 1, 3, 4, 7 e E-caderina em uma série de tumores de mama triplo-negativos

.

A expressão das claudinas 1, 3, 4, 7 e E-caderina em uma série de tumores de mama triplo-negativos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A expressão das claudinas 1, 3, 4, 7 e E-caderina em uma série de tumores de mama triplo-negativos
Autor Cadore, Ermani
Orientador Graudenz, Márcia Silveira
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Caderinas
Claudinas
Epidemiologia
Neoplasias da mama
[en] Breast cancer
[en] Claudins
[en] E-cadherin
[en] Immunohistochemical markers
[en] Triple-negative
Resumo INTRODUÇÃO: O câncer de mama é uma importante causa de morbimortalidade, é conhecido por ser uma doença heterogênea. A caracterização clínica e molecular de seus subtipos é fundamental para nortear o prognóstico e o tratamento dessas pacientes. Novos estudos são necessários na melhor caracterização dos tumores triplo-negativos. O estudo da expressão das claudinas pode auxiliar na caracterização desses tumores. OBJETIVO: Investigar a associação da expressão das claudinas 1, 3, 4 e 7 e E-caderina com variáveis clínico-patológicas e fatores prognósticos, em uma série de tumores de mama triplo-negativos (RE-, RP- e HER2-). MÉTODOS: 80 tumores triplo-negativos foram analisados por imunoistoquímica automatizada para as claudinas 1, 3, 4, 7 e E-caderina. A expressão imunoistoquímica foi avaliada pelo escore H (intensidade multiplicada pela porcentagem de marcação). Foram avaliadas as associações entre características clínico-patólogicas e o escore H. Para a avaliação prognóstica das pacientes, curvas de Kaplan-Meier foram construídas a partir dos dados de seguimento das pacientes e do escore H. RESULTADOS: Foi encontrada associação significativa entre o alto escore H da CLDN-1 (HCLDN-1) e pacientes mais idosas e com a presença de necrose, alto escore H da E-caderina (HE-CAD) em pacientes mais jovens e baixo escore H da CLDN-7 (HCLDN-7) e Ki67 positivo. Além disso, pacientes com elevado HCLDN-1 tiveram menor sobrevida geral. Por outro lado, o elevado HCLDN-3 apresentou uma tendência à associação com maior sobrevida geral e sobrevida livre de doença. CONCLUSÕES: A expressão diferencial das claudinas e E-caderina podem auxiliar na caracterização clinico-patológica dos tumores triplo-negativos. Além disso, as claudinas 1 e 3 parecem ser fatores prognósticos para esses tumores.
Abstract INTRODUCTION: Breast cancer is a major cause of morbidity and mortality, is known to be a heterogeneous disease. The clinical and molecular characterization of its subtypes is critical to guide the prognosis and treatment of these patients. Further studies are needed for the best characterization of triple-negative tumors. The study of the expression of claudinas can aid in the characterization of these tumors. OBJECTIVE: To investigate the association of expression of claudinas 1, 3, 4 and 7 and E-cadherin with clinicopathological variables and prognosis in a series of triple-negative breast cancers (ER-, PR- and HER2-). METHODS: 80 triple negative tumors were analyzed by automated immunohistochemistry for the claudins 1, 3, 4, 7 and E-cadherin. The immunohistochemical expression was assessed by H-Score (intensity multiplied by the percentage of staining). We evaluated the associations between clinicopathological characteristics and H-Score. For the prognostic assessment of patients, Kaplan-Meier curves were constructed from the follow-up data of patients and H-Score. RESULTS: We found a significant association between high H-Score of CLDN-1 (HCLDN-1) and older patients and the presence of necrosis, high H-Score of E-cadherin (H-CAD) in younger patients and low H-Score CLDN-7-(7-HCLDN) and Ki67 positive. Furthermore, patients with high-HCLDN1 had a lower overall survival. On the other hand, the high HCLDN-3 showed a trend toward association with greater overall survival and disease-free survival. CONCLUSIONS: Differencial expression of claudins and E-cadherin can help in clinic-pathological characterization of triple-negative tumors. Futhermore, claudin 1 and 3 appear to be prognostic factor for these tumors.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/39662
Arquivos Descrição Formato
000822948.pdf (3.155Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.