Repositório Digital

A- A A+

VJEDU : vídeo jockey educativo em software interativo para o visitante de uma exposição de arte

.

VJEDU : vídeo jockey educativo em software interativo para o visitante de uma exposição de arte

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título VJEDU : vídeo jockey educativo em software interativo para o visitante de uma exposição de arte
Autor Costa, Júlio Caetano
Orientador Biazus, Maria Cristina Villanova
Co-orientador Reategui, Eliseo Berni
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Centro de Estudos Interdisciplinares em Novas Tecnologias da Educação. Programa de Pós-Graduação em Informática na Educação.
Assunto Bourriaud, Nicolas
Computador na educação
Software educacional
Software livre
Tecnologia educacional
Terapia
Vídeo educativo
[en] Educational vídeo jockey
[en] Expanded experience
[en] Visitor’s performance
Resumo Esta tese se constituiu a partir de um interesse sobre o campo da arte e da tecnologia. A arte, independente de seu suporte, é uma forma de expressão e de experimentação legítima da criação humana, explorando os limites de significação e ressignificação da vida, da produção de sentido e da constante maneira de inventar atributos, contaminados de inteligência. Inspirado na cultura de VJ – Video-Jockey – de edição ao vivo de imagens e música, o VJEdu (Video-Jockey Educativo) é um projeto de pesquisa sobre mídias digitais que suportam diversas linguagens e seu uso, a fim de expandir a experiência do público que visita uma exposição de arte. Embora sua concepção original estivesse mais voltada para a educação formal, houve uma ampliação desse enfoque para a possibilidade de utilização em instituições culturais, com variados tipos de público. A pesquisa se desenvolveu a partir da necessidade de criação de uma tecnologia específica para galerias e museus de arte, incluindo a adaptação de um software. Essa tecnologia foi criada visando novas funcionalidades para interação com a base de dados, constituída não apenas de vídeo e som, mas com mídias de imagem e texto. As mídias são produzidas a partir de cada exposição, elaborando uma documentação customizada sobre as obras de arte, artistas e contextos da exposição. O público interage através de uma plataforma digital com dispositivos e aparelhos de apresentação audiovisual, explorando essa base de dados e construindo um percurso com contextos referentes à exposição, ampliando a experiência de sua visitação. O VJEdu tem como referencial teórico conceitos derivados da intermedialidade, sobretudo os conceitos de pós-produção, de Nicolas Bourriaud, e de pós-história, de Vilém Flusser. O projeto piloto do VJEdu foi testado em três galerias: na Fortress to Solitude, em Nova York, no Centro Skol, em Montreal, e na La Photo, em Porto Alegre. Em cada lugar, foi construído um banco de dados específico e foram coletadas informações referentes à performance dos visitantes. Os resultados alcançados apontam para uma possibilidade de utilização do software em galerias, museus, outras instituições culturais e educacionais, bem como nos setores de mediação educativa em mostras como as Bienais de Arte. O projeto contou com o apoio, no Brasil, da agência de fomento CAPES e, no Canadá, com o auxílio do CNPq e da Universidade de Montreal.
Abstract This thesis is formed from an interest in the field of art and technology. Art, regardless of its support is a form of self expression and experimentation of human creation, exploring the limits of meaning and reframing of life, of its production and constant way to invent attributes, contaminated intelligence. Inspired by the culture of VJ – Video Jockey –, live editing of images and music, VJEdu (Educational Video Jockey) is a research project on digital media that supports various languages and their use to expand the experience of the public who visit an art exhibition. Although its original design was more focused on formal education, there was an extension of this approach for possible use in cultural institutions, with varying types of audiences. The research was developed from the need to create a specific technology for art galleries and museums, including the adaptation of software. This technology was created especially for new features to interact with a database consisting not only of video and sound, but also of image media and text. The media must be produced from each art exhibition, developing a customized documentation on art works, artists and it’s contexts. The public interacts with digital platform devices for audio-visual presentation, exploring the database and building a route with contexts relating to the exhibition, enhancing the experience of their visitation. The VJEdu project has theoretical concepts derived the intermedia, especially the concepts of post-production of Nicolas Bourriaud, and post-history of Flusser. The project was tested in three galleries: the Fortress to Solitude in New York, Skol Centre in Montreal and La Photo in Porto Alegre. At each place a custom database was built and data was collected about the performances of the visitors. The results point to a promising of use of this software in art galeries, museums, in cultural and educational institutions, and in educational projects within shows as Art Biennales. The project was supported by funding agencies CAPES and CNPq in Brazil, and the University of Montreal in Canada.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/39668
Arquivos Descrição Formato
000826416.pdf (814.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.