Repositório Digital

A- A A+

Detecção e caracterização do herpesvírus associado à fibropapilomatose em tartarugas -verdes (Chelonia muydas) na costa brasileria

.

Detecção e caracterização do herpesvírus associado à fibropapilomatose em tartarugas -verdes (Chelonia muydas) na costa brasileria

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Detecção e caracterização do herpesvírus associado à fibropapilomatose em tartarugas -verdes (Chelonia muydas) na costa brasileria
Autor Rodenbusch, Carla Rosane
Orientador Canal, Cláudio Wageck
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Fibropapilomatose
Tartarugas : Chelonia : Citogenética
Resumo A fibropapilomatose (FP) é uma doença emergente com alta prevalência em tartarugas, caracterizada por múltiplos papilomas, fibromas e fibropapilomas cutâneos ou viscerais. Essa doença foi denominada inicialmente de “green turtle fibropapillomatosis” (GTFP) por ter sido registrada pela primeira vez em tartarugasverdes (Chelonia mydas). Na costa brasileira, o primeiro registro de FP foi em 1986 no Estado do Espírito Santo (ES) e, durante o período de 2000 a 2004, das 4.471 tartarugas-verdes examinadas, 14,96% apresentavam tumores. O agente etiológico da FP nas tartarugas-verdes ainda é incerto, mas acredita-se que seja de caráter multifatorial uma vez que poluição, temperatura da água e outros fatores interferem na ocorrência dos tumores. Um herpesvírus tem sido isolado de fibropapilomas e está presente em 95% das infecções naturais e 100% dos tumores induzidos experimentalmente. O objetivo deste estudo foi investigar a presença e caracterizar o vírus associado à FP em tartarugas-verdes, determinar a carga viral, pigmentação e escore de tumores e verificar a condição corporal das tartarugas; além de fazer a associação entre essas características. Este estudo foi dividido em três manuscritos. No primeiro, documentamos a ocorrência da FP em uma tartaruga-verde no Estado do Rio Grande do Sul (RS). O segundo e o terceiro trabalhos foram realizados com amostras de fibropapilomas de tartarugas-verdes encontradas nos estados do Ceará (CE), Bahia (BA), Espírito Santo (ES) e São Paulo (SP) porque esses estados apresentam uma frequência alta de FP e/ou um grande número de animais capturados em anos anteriores. O segundo estudo relata o sequenciamento de um fragmento de DNA do gene da DNA polimerase do herpesvírus em 38 amostras de fibropapilomas que revelam a ocorrência de seis variantes do vírus no Brasil. O último estudo relata a analise, por PCR e PCR em tempo real, de 175 amostras de fibropapilomas coletados nos estados de CE, BA, ES e SP e faz a associação da carga viral com o tipo de superfície dos tumores (lisa ou verrucosa), presença de pigmentação, condição corporal e escore de tumores nas tartarugas. Quarenta e três amostras foram submetidas à análise histopatológica para determinar o tipo de lesão. Quarente e cinco amostras de pele de tartarugas coletadas na Ilha de Trindade (livre de FP) foram analisadas em busca da presença do vírus. Todas as amostras de Trindade foram negativas para a presença do vírus e 87% das amostras foram positivas na PCR em tempo real. A maioria das amostras (75%) foi coletada de tartarugas sadias, 33% tinham escore de tumores 1, 28% escore 2 e 39% escore 3. Setenta por cento dos tumores eram verrucosos e 41% eram pigmentados. A carga viral máxima foi de 889.674,98 cópias/mg de tumor e animais com tumores de escore 3 apresentaram as mais altas cargas virais. Altas cargas virais também estavam associadas de forma significativa aos animais com fibropapilomatose encontrados mortos em SP e BA e a superfície verrugosa dos tumores nas tartarugas amostradas no CE.
Abstract The fibropapillomatosis (FP) is an emerging disease with high prevalence in turtles, characterized by multiple cutaneous or visceral papillomas, fibromas and fibropapillomas. The disease was initially called green turtle fibropapillomatosis (GTFP) because it was first recorded in green turtles (Chelonia mydas). In the Brazilian coast, the FP was first recorded in 1986 in the State of Espirito Santo, and during the period of 2000 until 2004, 14.96% of the 4471 green turtles examined had tumors. The etiologic agent of FP in green turtles is still uncertain, but is believed to be multifactorial, as pollution, water temperature and other factors. A herpesvirus has been isolated from fibropapillomas and is present in 95% of the natural FP and 100% of the experimentally induced tumors. The objective of the present study was to investigate the presence of the virus associated with FP in green turtles and characterize FP lesions, as viral load, pigmentation, body condition and score of tumors, in addition to making the association between these traits. The study was divided into three manuscripts. The first documented the occurrence of FP in green turtles in RS. The second and third study was performed with samples of fibropapillomas of green turtles from the states of Ceará (CE), Bahia (BA), Espírito Santo (ES) and São Paulo (SP) because these states have a high incidence of FP and/or a large number of animals captured in previous years. The second study reports the sequence of a DNA fragment of the herpesvirus from 38 samples of FP, which revealed the occurrence of six virus variants in Brazil. The final study reports the analysis thought PCR and real time PCR of 175 fibropapillomas collected from turtles in the states of CE, BA, ES and SP, and makes the association of viral load with the surface of tumors (smooth or warth), pigmentation, body condition and score of the tumors. Fortythree samples were subjected to histopathological analysis to determine the type of injury and skin samples from 45 turtles collected in the Ilha de Trindade (free FP) were analyzed for the presence of the virus. All samples of the Ilha de Trindade were negative for the virus and 87% of samples were positive in real-time PCR. The majority of the samples (75%) was collected from healthy turtles, 33% had tumors with score 1, 28% score 2 and 39% score 3. Seventy percent of the tumors were warty and 41% were pigmented. The maximum viral load was 889,674.98 copies/mg of tumor and tumors with score 3 had the highest viral loads. High viral loads were also significantly associated with FP from the animals dying in SP and BA, and to tumors with warty surface from the CE.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/40078
Arquivos Descrição Formato
000827118.pdf (7.910Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.