Repositório Digital

A- A A+

Análise escalar das dinâmicas territoriais de desenvolvimento e as contribuições da nova sociologia econômica e nova economia institucional : um estudo de experiências no noroeste gaúcho

.

Análise escalar das dinâmicas territoriais de desenvolvimento e as contribuições da nova sociologia econômica e nova economia institucional : um estudo de experiências no noroeste gaúcho

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise escalar das dinâmicas territoriais de desenvolvimento e as contribuições da nova sociologia econômica e nova economia institucional : um estudo de experiências no noroeste gaúcho
Autor Rambo, Anelise Graciele
Orientador Filippi, Eduardo Ernesto
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Economia institucional
Geografia política
Rio Grande do Sul, Noroeste
Sociologia econômica
Territorio
[en] Institutional conditions
[en] Scales
[en] Social structures
[en] Territorial development
[en] Territory
Resumo O presente estudo propõe compreender a dinâmica de experiências locais/regionais de desenvolvimento, representativas da nova ruralidade marcada pela diversidade e heterogeneidade de experiências. Para tal, valer-se-á da Geografia Política, em especial, da abordagem territorial e escalar, auxiliada por referências da Nova Sociologia Econômica e Nova Economia Institucional. Quando se trata de processos de desenvolvimento territorial, na perspectiva da Geografia Política, o adjetivo territorial, remete a relações de poder, ou seja, à capacidade que os atores detém de tomar decisões e transformar ou reestruturar o espaço, de impregnar novos usos sobre o território. O exercício de poder expresso pelos usos do território está relacionado tanto às estruturas sociais, quanto a condições institucionais que se expressam em múltiplas escalas. A hipótese que embasa a pesquisa considera que as experiências de organização local/regional resultam de um processo de embededness e vêm sendo potencializadas por meio do fortalecimento dos laços fracos, da interação com instituições de múltiplas escalas e assim dão origem a dinâmicas territoriais de desenvolvimento. Para tal, são comparadas duas experiências coletivas do noroeste do Rio Grande do Sul. Uma diz respeito ao Pacto Fonte Nova do município de Crissiumal, um programa municipal de desenvolvimento que estabeleceu um pacto entre produtores, comerciantes e consumidores incentivando, desde 1999, a implementação de agroindústrias no município. A outra se refere ao estudo de duas das onze microdestilarias de etanol que compõem um conjunto de projetos que pretende estimular a produção deste agrocombustível em pequenas estruturas pela agricultura familiar. As microdestilarias analisadas se localizam no município de Dezesseis de Novembro e Porto Xavier. Estas experiências agroindustriais são resultado da cooperação de atores locais/regionais que dá origem a estruturas sociais. Estas estruturas interagem com instituições de múltiplas escalas, principalmente por meio do acesso à políticas públicas, desenvolvendo-se dentro das possibilidades e limitações que este ambiente institucional lhes proporciona. Ao final do estudo foi possível observar que as experiências caracterizam ações econômicas enraizadas em redes de relações interpessoais e no contexto sócio-histórico no qual se localizam. Também foram identificados novos usos econômicos expressos pela agroindustrialização de diferentes produtos e pelo turismo rural, bem como novos usos políticos, tais como a formação de associações, cooperativas, fóruns e implementação de leis municipais. Estes usos tornaram-se possíveis pelo fortalecimento de laços fracos e pelo acesso a políticas públicas, políticas estas representativas de um ambiente institucional criado em torno da agricultura familiar. Na medida em que os atores locais/regionais impregnam novos usos políticos e econômicos, estes reforçam seu poder sobre o território, ampliando sua capacidade de realizar ações para atender as suas demandas e interesses. Estes usos dão origem às dinâmicas territoriais de desenvolvimento local/regional. Por outro lado, apesar das transformações territoriais geradas e da satisfação dos atores envolvidos para com as experiências realizadas, permanecem desafios a serem superados, tais como, a falta de mão de obra, a saída de jovens e o consequente envelhecimento da população rural campo além da carência de tecnologia apropriada à agricultura familiar.
Abstract This study aims to understand the dynamics of local/regional experience of development, representative of the new rurality marked by diversity and heterogeneity experiences. As such, we will build on Political Geography, in particular, the territorial and scale approach, assisted by New Economic Sociology and New Institutional Economics references. When we deal territorial development processes from the Political Geography perspective, the territorial adjective, refers to power relations, in other words, the ability of the actors to make decisions or to restructure and transform the space, new uses on the territory. The power exercise expressed by the use of territory is related both to social structures as the institutional conditions, expressed at multiple scales. The hypothesis grounding the research considers that the local/regional organizing experience result of a embeddedness process and has been empowered through the strength of weak ties, by interaction with multi-scale institutions and thus give rise to territorial dynamics of development. For this, we compare two collective experiences of Rio Grande do Sul northwestern. One concerns the Pacto Fonte Nova of Crissiumal municipality, a municipal development programme that has established a pact between producers, traders and consumers by encouraging, since 1999, the implementation agroindustries in the municipality. The other refers to study two of the eleven ethanol microdistilleries making up a set of projects that aims to stimulate the biofuel production on small structures by family farming. The microdistilleries analyzed are located in the Porto Xavier and Dezesseis de Novembtro municipality. These agroindustrial experiences resulting of local/regional actors cooperation gives rise to social structures. These structures interact with institutions of multiple scales, particularly through public policies access, developing within the possibilities and limitations that the institutional environment provides. At the end of the study we observed that the experiences characterize economic actions embedded in interpersonal relationships networks and on the sociohistorical context in which they are located. We also identified new economic uses expressed by different industrialization products and rural tourism, as well as new political uses such as the formation of associations, cooperatives, forums and implementation of municipal laws. These uses are possible by the strengthening of weak ties and access to public policies. These policies represent an institutional environment created around the family farm. As the local/regional actors infuse new political and economic uses, they reinforce their power on the territory, expanded the ability to carry out actions to answer their demands and interests. These uses give rise to the local/regional development territorial dynamics. On the other hand, despite the territorial transformations generated and the satisfaction of the actors involved on the experiences, remain challenges to be overcome, such as, lack of manpower, the output of young people and the consequent aging rural population, and lack of appropriate technology to the family farming.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/40244
Arquivos Descrição Formato
000821247.pdf (6.616Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.