Repositório Digital

A- A A+

A companhia inglesa das índias orientais : caso de estado ampliado?

.

A companhia inglesa das índias orientais : caso de estado ampliado?

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A companhia inglesa das índias orientais : caso de estado ampliado?
Autor Bohn, Eduardo Cesar
Orientador Martins, José Miguel Quedi
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Relações Internacionais.
Assunto Absolutismo
História econômica
Relações internacionais
Revolução Industrial
[en] "Amplified state"
[en] India company
[en] Maritime expansion
Resumo Este trabalho trata da Companhia Inglesa das Índias Orientais, de seus antecedentes (1394), à seu apogeu (1817). Naturalmente não se pretendeu escrever uma história da Companhia, mas apenas rediscutir seu significado. A hipótese do trabalho é a de que a Companhia Inglesa das Índias Orientais se constituiu em forma precoce de “Estado ampliado”, através da construção de uma esfera de coerção, valores e direção, autônomas em relação ao Estado. A discussão da hipótese é feita em três esforços analíticos, sucessivos e complementares que em linhas gerais corporificam-se nos três capítulos deste trabalho. O primeiro capítulo procura elucidar a hipótese adotada, discutindo a inserção da companhia em seu o contexto de época, e sua influência na política interna e externa. O segundo capítulo discute centralmente o papel da Companhia na competição internacional. O terceiro capítulo aborda a conquista da Índia, onde a Companhia cobra impostos, cunha moedas, administra a justiça e afiança proteção – todas estas são funções típicas de Estado.
Abstract The following paper is about the English East India Company, reaching from its background (1394), to its heyday (1817). It was not intended to write a history of the Company, but to revisit its meaning. The working hypothesis is that the British East India Company has formed an early form of "Amplified State", through the construction of a sphere of coercion, of values and direction, independently from the state. The discussion of the hypothesis is made of three analytical efforts, successive and complementary, broadly embodied in the three chapters of this work. The first chapter seeks to elucidate the hypothesis adopted, discussing the inclusion of the company in its time, and their influence on domestic and foreign politics. The second chapter discusses the central role of the Company in international competition. The third chapter deals with the conquest of India, where the Company collects taxes, mint coins, administers justice, and secures protection - all these are typical functions of state.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/40273
Arquivos Descrição Formato
000826882.pdf (406.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.