Repositório Digital

A- A A+

Um modelo de cooperação internacional em ciência, tecnologia e inovação : projeções para os BRIC

.

Um modelo de cooperação internacional em ciência, tecnologia e inovação : projeções para os BRIC

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Um modelo de cooperação internacional em ciência, tecnologia e inovação : projeções para os BRIC
Autor Leal, Hânder Costa
Orientador Vizentini, Paulo Gilberto Fagundes
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Relações Internacionais.
Assunto Brasil
China
Ciência e tecnologia
Cooperação internacional
Índia
Inovação
Relações internacionais
Rússia
[en] BRIC
[en] Developmental potential of international cooperation in STI
[en] International cooperation
[en] International system
[en] Science
[en] South-south coalition
[en] South-south cooperation
[en] Technology and innovation (STI)
[en] Theory of international relations
Resumo A tecnologia constitui um dos principais determinantes das Relações Internacionais contemporâneas. Nos últimos anos, uma série de fatores configura-se de maneira favorável ao Brasil, permitindo que o país aumente sua capacidade de produção em Ciência, Tecnologia e Inovação (C, T & I) e adote uma postura de doador líquido de cooperação internacional. Neste trabalho, mostraremos que o adensamento das relações de cooperação em C, T & I entre os BRIC constitui um caminho para que o Brasil aumente seu desempenho em C, T & I através da cooperação Sul-Sul. Utilizamos as abordagens teóricas realista e construtivista das Relações Internacionais para mostrar que a cooperação internacional em C, T & I é configurada em dois níveis: material e subjetivo. A construção de dois modelos interteóricos mostra que (i) a conjuntura internacional atual marca um período de crise de legitimidade de poder no sistema internacional, de modo que a cooperação internacional em C, T & I é configurada não apenas no nível material, mas também no nível subjetivo de interação entre os Estados e que (ii) na ausência de identidade coletiva entre os BRIC, a cooperação internacional em C, T & I estabelecida entre os quatro gigantes da nova ordem multipolar tende a acarretar a mesma assimetria observada na cooperação Norte-Sul em C, T & I.
Abstract Technology is a major determinant of contemporary International Relations. In recent years, a number of factors gather together favorably to Brazil, allowing the country to increase its productive capacity in Science, Technology and Innovation (STI) and to become a net donor of international cooperation. In this paper, we aim at showing that the consolidation of cooperative relations in STI among the BRIC economies is a way for Brazil to increase its performance in STI through South-South cooperation. We use both the realist and constructivist International Relations theoretical approaches to show that international cooperation in STI is set on two levels: material level and subjective level. The construction of two inter-theoretic models shows that (i) the current international situation reveals a crisis of legitimacy of power in the international system in a way that international cooperation in STI is set not only at the material level, but also at the subjective level of interaction among States and that (ii) in the absence of collective identity among the BRIC economies, international cooperation in STI among the four giants of the new international order is prone to lead to asymmetry, as it occurs to the North-South cooperation in STI.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/40287
Arquivos Descrição Formato
000827626.pdf (1.332Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.