Repositório Digital

A- A A+

Percepção do clima organizacional para desenvolvimento de competências negociais dos servidores da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Amapá

.

Percepção do clima organizacional para desenvolvimento de competências negociais dos servidores da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Amapá

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Percepção do clima organizacional para desenvolvimento de competências negociais dos servidores da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Amapá
Autor Araújo, Nelma do Socorro Pereira Góes de
Orientador Garay, Angela Beatriz Scheffer
Data 2010
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Negociação Coletiva a Distância.
Assunto Clima organizacional
Desenvolvimento de competências
Gestão por competências
Negociação coletiva
Resumo Em um cenário globalizado e competitivo há a necessidade constante de desenvolvimento gerencial como uma forma de buscar mudanças e diferencial de mercado. A gestão por competências tem sido valorizada como um modelo de gestão de pessoas que favorece o desenvolvimento contínuo, a formação de equipes motivadas, voltadas para resultados e alto desempenho, tendo em vista as necessidades da gestão. Uma das competências que se tornou fundamental no setor público é a de negociação coletiva. Desta forma, o presente estudo buscou analisar a percepção dos gestores e servidores administrativos da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Amapá, sobre o clima desta Instituição para o desenvolvimento de competências, o que inclui a de negociação coletiva e teve como objetivo identificar conhecer o processo atual de capacitação dos servidores da SRTE/AP, inclusive quanto à competência de negociação coletiva; como também identificar a satisfação dos servidores da SRTE/AP quanto às atividades de capacitação e desenvolvimento de competências. Para a concretização do estudo foram utilizadas como fontes de estudos as pesquisas bibliográficas de Antonello (2005), Cartone (2006), Coda (1993), Dutra (2004), Fleury (2001), Fischer (2009), Ruas (1999) entre outros, que discorreram sobre o assunto,além de pesquisa de campo quantitativa, com a aplicação de questionários em uma amostra de 70 servidores entre gestores e servidores administrativos, abordados no local de trabalho durante o período de 04 a 18 de agosto de 2010. Os resultados dessa investigação, juntamente com a fundamentação teórica, possibilitaram conhecer não só a divisão de capacitação da instituição, mas também a sua estrutura, e ainda como são configurados os programas de treinamento dos servidores. Dentre os principais resultados destaca-se o relacionamento, a comunicação, a capacitação bem como a motivação/valorização e por fim mostrar o grau de satisfação dos servidores. Neste sentido, nas considerações finais, sugere-se como estudos futuros esta pesquisa seja usada pelos servidores das Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego do MTE, e especial aos servidores da SRTE/AP, bem como as pessoas que tenham interesse em se capacitar por meio da gestão de pessoas, com a finalidade de desenvolver modelos e aspectos organizacionais com a perspectiva de integrar os objetivos no órgão.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/40325
Arquivos Descrição Formato
000817525.pdf (1.200Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.