Repositório Digital

A- A A+

Definição estratégica de competências do assistente em administração no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho

.

Definição estratégica de competências do assistente em administração no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Definição estratégica de competências do assistente em administração no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho
Autor Lima, Ana Cristina de Albuquerque
Orientador Demarco, Diogo Joel
Data 2010
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Negociação Coletiva a Distância.
Assunto Capacitação profissional
Gestão por competências
Negociação coletiva
Resumo Este trabalho foi uma proposta de identificação das competências necessárias ao assistente em administração no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com o objetivo de auxiliar um futuro mapeamento de competências e negociações para redistribuição funcional. Primeiramente foi introduzida uma breve apresentação da Instituição e o contexto atual desses servidores no Hospital. Em seguida, após a apresentação da proposta e objetivos da pesquisa, foi realizada uma revisão da bibliografia existente sobre gestão e mapeamento de competências e negociação nas organizações, relacionando-as com o objeto de estudo – além de abordar o contexto atual sobre as necessidades de competências no serviço público em geral e no Hospital Universitário, seu plano de carreira e a negociação como ferramenta para realocação estratégica de servidores. Para a pesquisa no local foi escolhido o estudo de caso exploratório de natureza qualitativa, aplicando-se um questionário com as chefias de alguns setores das Divisões que exercem atividades administrativas, para votação das competências desejadas nos assistentes em administração, utilizando a escala de Osgood determinando os graus de importância de cada uma delas. Além disso, utilizaram-se sete perguntas abertas em cada questionário para identificar tipos de treinamento e idéias para argumentação na negociação para a redistribuição. As respostas foram analisadas à luz da bibliografia utilizada, e mostraram o desejo de um assistente pró-ativo e comprometido com a Instituição. Já em relação a negociação, como prática interna, precisa ser mais difundida e a idéia amadurecida para ser utilizada como excelente ferramenta de relacionamento e crescimento institucional e profissional.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/40353
Arquivos Descrição Formato
000792634.pdf (398.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.