Repositório Digital

A- A A+

A dupla construção : a resposta à aids e a regulação do religioso no ‘1º Seminário Aids e religião do Rio Grande do Sul’

.

A dupla construção : a resposta à aids e a regulação do religioso no ‘1º Seminário Aids e religião do Rio Grande do Sul’

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A dupla construção : a resposta à aids e a regulação do religioso no ‘1º Seminário Aids e religião do Rio Grande do Sul’
Autor Múscari, Marcello Felipe de Jesus
Orientador Giumbelli, Emerson Alessandro
Co-orientador Seffner, Fernando
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de Ciências Sociais: Bacharelado.
Assunto AIDS
Estado
Religião
Resumo Estudos pensando as relações que se dão entre Estado e religião, comumente seguem os trilhos dos estudos sobre laicidade pensando ingerências de uma destas esferas sobre a outra e, não raro, o fazem sob a ótica da denúncia. Na presente monografia o ponto de partida é outro, Estado e religião não são entendidos como âmbitos independentes e que vivem sob o constante risco de poluição pelo contato com o outro; no mundo, de fato, constroem-se mutuamente, inclusive nos pontos em que se pensam como estritamente distintos e independentes. Desenvolvido no interior do projeto maior intitulado ‘Respostas Religiosas à Epidemia de HIV/Aids no Brasil’, o estudo aqui apresentado busca mostrar como: ao se construir a agenda nacional de combate à epidemia, também ocorre uma delimitação das fronteiras, estatutos e contornos do que se espera do religioso, especialmente no que se refere a sua inserção no espaço público e ao seu diálogo com órgãos do Estado. Acionando para isto a noção de regulação do religioso, como desenvolvida por Emerson Giumbelli, procuro mostrar, a partir do estudo de caso desenvolvido sobre o processo de organização do ‘1º Seminário Aids e Religião do Rio Grande do Sul’, como que Estado e sociedade civil organizada em torno da luta contra a aids, visando construir uma mais efetiva resposta à epidemia, acaba por, neste processo, também delimitar o religioso em suas inserções no espaço público e mesmo criando novos elementos que vão ter repercussões internas ao que se poderia pensar anteriormente como campo religioso. Epidemia de aids, construção de Estado e cenário religioso encontram-se assim profundamente imbricados e, para ampliarmos a compreensão sobre cada um, devemos não nos esquecer de pensar nas dinâmicas que os articulam e constroem.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/40398
Arquivos Descrição Formato
000827246.pdf (710.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.