Repositório Digital

A- A A+

Aspectos da construção da identidade docente de professores de ciências e biologia, atuantes na rede pública estadual do município de Porto Alegre, egressos da UFRGS

.

Aspectos da construção da identidade docente de professores de ciências e biologia, atuantes na rede pública estadual do município de Porto Alegre, egressos da UFRGS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aspectos da construção da identidade docente de professores de ciências e biologia, atuantes na rede pública estadual do município de Porto Alegre, egressos da UFRGS
Autor Ambrosini, Bianca Bueno
Orientador Santos, Flávia Maria Teixeira dos
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Aluno egresso
Ensino público municipal
Epistemologia
Identidade
Professor
[en] Epistemological profile
[en] Epistemology
[en] Teacher identity
[en] Teacher knowledge
Resumo Este estudo propôs-se a entender alguns traços relacionados à formação da identidade de professores de Ciências e Biologia e, com isso, contribuir com as pesquisas sobre identidade docente. Nossa hipótese inicial era de que esses desenvolveriam características provenientes de dois estatutos epistemológicos diferenciados: o que compreende as Ciências Biológicas e o que compreende as Ciências Humanas e as Ciências Educacionais. Ao lançar mão de características provenientes destes dois modos de construção de conhecimento, estes professores teriam um diferencial identitário importante. As construções teóricas utilizadas na argumentação e na análise dos dados foram elaboradas à luz de referenciais teóricos de perspectiva sociológica e epistemológica. A perspectiva sociológica diz respeito ao entendimento que temos sobre a formação de identidades profissionais, no que se refere às relações sociais estabelecidas na dinâmica escolar, e, também, aos saberes da profissão docente. A perspectiva epistemológica foi utilizada para compreendermos como as Ciências Biológicas entendem seu objeto de pesquisa e como constroem conhecimentos a partir deste entendimento. Dessa forma, articulamos três construções teóricas: o conceito sociológico de identidade, proposto por Claude Dubar (2005); os saberes docentes, formulados por Maurice Tardif (2007); e a teoria epistemológica e noção de perfil epistemológico de Gaston Bachelard (1979a, 1979b, 1996). A investigação foi desenvolvida com base numa abordagem qualitativa, por meio de questionário e, em função do número amostral, revelou-se um estudo de caso. Participaram do estudo professores de Ciências e Biologia, atuantes na rede pública estadual de ensino de Porto Alegre, formados na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, nos últimos dez anos. Nossos dados apontam que a identidade docente destes professores está relacionada ao perfil empírico-positivista. No entanto, características do mesmo perfil podem ser percebidas em docentes graduados em outras áreas disciplinares, que se referem a outros modos de produção de conhecimento e, portanto, outro estatuto epistemológico. Também podemos inferir que a conformação do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul prepara o estudante para atuar tanto como pesquisador como professor. Assim, a identificação profissional constitui-se em relação à profissão que mais apresenta status diante do olhar do outro: a de pesquisador.
Abstract This study aimed to understand some peculiarities according to the identity formation of science and biology teachers, and intend to contribute with the research on teacher identity. Our hypothesis was that these traits develop from two different epistemological status, which includes, by one side, the Biological Sciences and, by the other side, which embraces the Humanities and Educational Sciences. By resorting to features from these two ways of constructing knowledge, these teachers have an important differential identity. The theoretical constructs used our study as argument and data analysis were prepared in the light of theoretical and epistemological sociological perspective. The sociological perspective deals with the understanding that we have on the formation of professional identities related to social relations in school routine, and also to the knowledge of the teaching profession. The epistemological perspective was used to understand how the biological sciences view their research object and how they build knowledge. Thus, we articulated three theoretical constructs: the sociological concept of identity proposed by Claude Dubar (2005), the teacher knowledge, formulated by Maurice Tardif (2007), and the notion of epistemological theory and epistemological profile of Gaston Bachelard (1979a, 1979b, 1996). The research was based on a qualitative approach, then according to sample size, proved to be a case study. The sample was composed by science and biology teachers who work in public schools in Porto Alegre, and graduated at Federal University of Rio Grande do Sul in the last ten years. Our data indicate that the teacher identity of the participants is related with the positivist-empirical profile. However, features of the profile can also be perceived in teaching graduates in other disciplines, which refer to other modes of knowledge production and, therefore, another epistemological status. We can also infer that the conformation of the Degree in Biological Sciences, Federal University of Rio Grande do Sul prepares students to act both as a researcher and teacher. Thus, the identification work ends up happening with the profession that has more status in the eyes of the other: as a researcher.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/40477
Arquivos Descrição Formato
000828719.pdf (3.045Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.