Repositório Digital

A- A A+

Sujeitos com autismo em relações : educação e modos de interação

.

Sujeitos com autismo em relações : educação e modos de interação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sujeitos com autismo em relações : educação e modos de interação
Autor Marocco, Vanessa
Orientador Baptista, Cláudio Roberto
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Autismo
Escolarização
Inclusão escolar
[en] Autism
[en] School inclusion
[en] Schooling
[en] Special education
Resumo Este estudo teve como objetivo compreender os modos de interação de sujeitos com autismo, a partir de uma perspectiva autopoiética. A partir desta perspectiva, de autoproduzir-se, pensou-se mostrar as relações que constituíram os processos de escolarização dos sujeitos envolvidos. Nesta direção, esta pesquisa desenvolveu-se com um método fenomenológico se movimentando junto ao pensamento de Martin Heidegger, Maurice Merleau-Ponty e Humberto Maturana. Este estudo foi realizado em duas Escolas – uma de Educação Infantil e uma de Ensino Fundamental Regular – da Rede Municipal de Ensino (RME) de Porto Alegre-RS. O intuito foi se movimentar em todos os espaços que os sujeitos com autismo puderam estar a partir das atividades escolares, a fim de vivenciar as relações de seis sujeitos com autismo (quatro crianças e dois adolescentes). A estrutura metodológica desenhou-se com observações, num total de oitenta registros em diários de campo; conversas com profissionais e famílias; dois encontros com as representantes do setor da Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação (SMED); duas entrevistas semiestruturadas: uma com a professora responsável pelo atendimento de Psicopedagogia Inicial (PI) na Escola de Educação Infantil e uma com a professora responsável pelo Atendimento Educacional Especializado (AEE) na Escola de Ensino Fundamental. Assim engendraram-se questões importantes sobre a escolarização dos sujeitos com autismo. No capítulo chamado “palavras vivas” duas formas foram possíveis: a primeira, sentidos no conhecer trouxe o contraste das relações no cotidiano; e a segunda, corpos misturados enfatizou a nitidez das relações em sobrevoos contínuos. Nas ações da área da Educação, enfatizando os sujeitos com autismo pode-se considerar um estar-junto (um ser-com) legitimado pelo respeito, considerando o quanto uma situação de inclusão escolar pode ser potencializadora para todos os sujeitos. Os diferentes processos mostraram, por exemplo, a comunicação como um viés a ser desenvolvido nas relações e mostraram que as ações dos profissionais da Educação em apostar nas trajetórias escolares de sujeitos com autismo são, ainda, pontos de muita tensão. A partir disso foi possível indicar quatro núcleos organizadores das educações de sujeitos com autismo: tempo, encontro, atenção e expressão. Estes podem ser considerados como uma possibilidade de desenho inicial para a formação de futuros professores numa perspectiva que prioriza as formas do conhecer, a fim de consolidar um movimento de reconhecer-se em uma área científica e ao mesmo tempo de manter o estranhamento sobre ela. Por fim, se considerou uma possível problematização da ideia de interação como condição ou possibilidade humana, levando em consideração os paradoxos estabelecidos pelos sujeitos que fazem as diferentes educações.
Abstract This study aimed to understand the modes of interaction of subject with autism, from an autopoietic perspective. From this perspective, self-produced is thought to show the relationships that were the subject of schooling processes involved. In this sense, this research developed a phenomenological method with moving with the thought of Martin Heidegger, Maurice Merleau-Ponty and Humberto Maturana. This study was conducted in two schools - an Early Childhood and Primary Education Regulate - the Municipal Education of Porto Alegre-RS. The intent was to move in all spaces that subjects with autism might be from the school activities, in order to experience the relationships of six subjects with autism (four children and two teenagers). The methodological framework designed with observations, a total of eighty records in field diaries, conversations with professionals and families; two meetings with representatives from the Special Education of the City Department of Education (CDE), two semi-structured interviews: one with the teacher responsible for the care of Psychology Home (PH) in the School of Early Childhood Education and a teacher responsible for Specialized Educational Resource Room (SERR) in the Elementary School. It was possible to engineer important questions about the education of subjects with autism. In the chapter called "living words" were two possible ways: first, the senses brought to know the contrast relations in everyday life, and the second mixed bodies emphasized the clarity of the relationships continuing overflights. Actions in the area of education, emphasizing the subjects with autism can be considered a stand-along (a being-with) legitimized by respect, considering how much a situation of school inclusion can be potentiating for all subjects. The processes shown, for example, communication as a form to be developed in relations and showed that the actions of professional Education in betting on the educational trajectories of individuals with autism are also many dots of tension. From this it was possible to appoint four core organizers of the educations of subjects with autism: time, date, attention and expression. These can be considered as a possible initial design for the formation of future teachers in a perspective that emphasizes the ways of knowing in order to consolidate a movement to recognize themselves in a scientific area and at the same time keep the strangeness about it. Finally, it was considered a possible questioning the idea of interaction as a condition or human possibility, taking into account the paradoxes that are established by the Education subject.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/40490
Arquivos Descrição Formato
000828946.pdf (1.458Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.