Repositório Digital

A- A A+

A dinâmica da estrutura da indústria de carne de frango no Brasil

.

A dinâmica da estrutura da indústria de carne de frango no Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A dinâmica da estrutura da indústria de carne de frango no Brasil
Autor Oliveira, Carlos Alberto Oliveira de
Orientador Waquil, Paulo Dabdab
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Centro de Estudos e Pesquisas em Agronegócios. Programa de Pós-Graduação em Agronegócios.
Assunto Agronegócio
Avicultura
Carne
Frango
Produção animal
[en] Industrial organization
[en] Poultry industry
[en] Production location
[en] Structural changes
Resumo A indústria de carne de frango no Brasil cresceu e figura, desde 2004, como maior exportadora mundial desta carne, mesmo destinando menos de 30% do volume total produzido no país para o mercado internacional. No Brasil, a carne de frango é a mais consumida, desde 2006, entre as carnes. Neste contexto, é importante o entendimento de como a indústria evoluiu para atingir o patamar atual. Visando analisar a dinâmica da estrutura da indústria de carne de frango no Brasil entre os anos de 2000 e 2010, as Teorias da Organização Industrial e da Localização foram adotadas na pesquisa e utilizou-se o método quantitativo com dados secundários do conjunto de empresas responsáveis pelo abate e industrialização de frangos no Brasil. Para o período entre 2000 e 2010, analisou-se a mobilidade regional das operações de abate; a concentração de mercado foi mensurada, pelos índices Razão de Concentração e Herfindahl-Hirschman; e também se avaliou a mudança de posições das empresas pela análise de turnover. Para os índices de concentração e para o turnover adotou-se como critérios de análise o número de frangos abatidos e o volume de carne de frango exportada de cada empresa anualmente. Os resultados demonstram expansão da indústria de carne de frango e que seu direcionamento está associado à disponibilidade de insumos para alimentação dos frangos. Na região Centro-Oeste, observa-se o maior incremento de participação no abate de frangos no Brasil. Na análise das variáveis estruturais, constata-se que a concentração pelo índice HH é classificada como não concentrada no abate, com exceção de 2009, ano em que as duas maiores empresas responderam por mais de 44% dos frangos abatidos no Brasil. Já as exportações caracterizam-se como moderadamente concentradas. Ao longo do período analisado, ocorre um aumento da concentração no abate e uma moderada redução da concentração nas exportações. Porém, na segunda metade dos anos 2000, registra-se uma intensificação do aumento da concentração no abate de frangos e uma inversão da tendência de queda nas exportações. Como fator, parcial, de explicação para tal fenômeno tem-se os processos de fusões e aquisições, que se intensificaram nessa indústria na segunda metade dos anos 2000. Pela análise de turnover, verifica-se que há mudanças de posições entre as empresas e que estas, também, se intensificaram na segunda metade dos anos 2000. Evidenciam-se mudanças no padrão de consumo domiciliar no Brasil e na pauta das exportações, que indicam decréscimo do frango inteiro e acréscimo desta carne em cortes e de produtos elaborados. Constata-se que a indústria amplia seus mercados internacionais e tem-se a perspectiva de aumento da participação de produtos industrializados na pauta das exportações. Conclui-se que os movimentos ocorridos caracterizam mudanças na estrutura da indústria de carne de frango no Brasil. E nesta trajetória constata-se como importantes direcionadores as fusões e aquisições ocorridas e o aumento do tamanho do mercado. Espera-se, com esta pesquisa, contribuir com informações sobre a evolução recente da indústria, o que pode auxiliar nas proposições de políticas públicas e nas orientações das empresas que atuam, ou venham a entrar nesta indústria.
Abstract The Brazilian chicken meat industry has grown and stands out, since 2004, as world’s major exporter of this meat, even allocating less than 30% of the total amount produced in this country to international trade. In Brazil, chicken meat has been the most consumed within the meat types, since 2006. Given this perspective, it is important to understand how the industry has evolved to reach such status. Aiming to analyze the structural dynamics of chicken meat industry in Brazil in 2000 and 2010, Industrial Organization and Location theories were adopted , a quantitative method was used, with secondary data regarding poultry slaughtering and processing companies. Between 2000 and 2010, regional mobility of the slaughtering operations was analyzed; market concentration has been measured through Concentration Ratio and Herfindahl-Hirschman indexes. Changes in the ranking of companies were also assessed, through turnover analysis. In order to undertake the market concentration measurement and the turnover analysis, the number of slaughtered chickens and the volume of chicken meat exported by each company, annually, were adopted as analysis criterion. The results show an expansion of the chicken meat industry, which directioning is related to the availability of inputs for chicken feed. In the Central-West Region, one observes the highest increase in participation in chicken slaughtering in Brazil. When analyzing the structural variables, one notes that market concentration is characterized as not concentrated regarding slaughtering, the exception being 2009, when the two largest companies accounted for more than 44% of chicken slaughtered in Brazil. Concerning exports, they are characterized as moderately concentrated. Throughout the time period that has been analyzed, there is an increase in slaughtering concentration and a moderate reduction in exports concentration. However, in the second half of decade 2000-2010, one records intensification on the concentration increase in chicken slaughtering and an inversion on the decrease trend in exports. As a partial factor of explanation for such phenomenon, there are mergers and acquisition processes, intensified within this industry during the second half of the decade 2000-2010. By means of turnover analysis, one verifies that there are changes in the ranking of the companies, phenomenon that has also been during the second half of the decade 2000-2010. Changes in the domestic consumption patterns in Brazil, as well as in its exports portfolio are observed and indicate a decrease of the whole chicken figures and an increase of cuts and elaborated products. It is found that the industry expands its international markets and there is a perspective of increase in the participation of industrialized products in the exports portfolio. It can be concluded that movements occurred during the observed time period characterize changes in chicken meat industry, in Brazil. And in this evolution it can be seen as important drivers mergers and acquisitions and the increasing of size market. This research is expected to contribute with information on recent developments in the industry, by means of assistance for proposal for public policies, and orientations to companies currently operating in this industry and of those that could possibly enter this market.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/40496
Arquivos Descrição Formato
000820388.pdf (1.271Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.