Repositório Digital

A- A A+

Concordância nominal de número na fala infantil : análise variacionista

.

Concordância nominal de número na fala infantil : análise variacionista

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Concordância nominal de número na fala infantil : análise variacionista
Autor Capellari, Elaine T.C.
Orientador Simões, Luciene Juliano
Data 2004
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Concordância nominal
Sociolingüística
Resumo Este trabalho tem como proposta investigar aspectos relacionados à concordância nominal de número na fala de crianças monolíngües no português do Brasil. O parâmetro analítico segue as descrições sobre o fenômeno na fala adulta, sob o arcabouço da Sociolingüística Quantitativa. Dessa forma, a investigação que aqui se apresenta estrutura-se tanto em aspectos lingüísticos quanto sociais. Nosso objetivo é observar, se tal como na fala adulta, a concordância nominal de número caracteriza-se como uma regra variável na fala infantil. Nossa análise organiza-se em dois momentos. O primeiro, denominado análise atomística, focaliza as motivações estruturais do sistema lingüístico condicionantes da presença da marca formal de plural em cada constituinte sintagmático. A segunda parte, denominada análise não atomística, analisa o sintagma nominal como um todo e averigua os condicionamentos extralingüísticos no que diz respeito à produção de SNs plurais padrão e não-padrão na fala da criança, nos termos estipulados pela norma gramatical. Para tal propósito, tomamos para análise quatro coletas transversais de crianças, recobrindo um período etário dos quatro aos oito anos de idade. De modo geral, os resultados encontrados sugerem um comportamento verbal semelhante ao dos adultos, embora muitos dos fatores discutidos não tenham significância estatística, conforme a análise realizada com o pacote de programas estatístico VARBRUL.
Abstract This work is an investigation of aspects related to number nominal agreement in the speech of monolingual children acquiring Brazilian Portuguese. The analysis assumes Quantitative Sociolinguistics as its theoretical framework. It is examined how linguistic and social factors influence number agreement morphological marking with the aim of discussing if number agreement exhibits variable characteristics in Brazilian Portuguese child language, since in adult Brazilian Portuguese it has been described as a variable rule. The analysis is organized in two parts. The first part focuses on structural motivations determining the presence of plural morphological marking in each of the words involved in the agreement relation. This analysis is called atomistic. The second part takes noun phrases as a whole and classifies them into standard or nonstandard concerning number morphological marking. Extralinguistic factors are then discussed in terms of their correlation with standard agreement marking. This is the nonatomistic analysis. Four cross-sectional databases are taken as corpora for our investigation, all of them regarding the age range between four and eight years of age. As a general trend, results point in the direction of a verbal behavior comparable to adults, although most of the factors discussed did not reach statistical significance upon VARBRUL analysis.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/4208
Arquivos Descrição Formato
000453792.pdf (358.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.