Repositório Digital

A- A A+

Sexual blinging of women : Alice Walker's african character tashi and issue of female genital cutting

.

Sexual blinging of women : Alice Walker's african character tashi and issue of female genital cutting

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sexual blinging of women : Alice Walker's african character tashi and issue of female genital cutting
Autor Brum, Gabriela Eltz
Orientador Maggio, Sandra Sirangelo
Data 2005
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Circuncisão feminina
Critica e interpretacao
Feminismo
Literatura afro-americana
Walker, Alice 1944-.
[en] African-American literature
[en] Female genital cutting
[en] Feminism
Abstract This thesis provides a reading of the different forms of representation that can be attributed to the character Tashi, the protagonist of the novel Possessing the Secret of Joy (1992), written by the African American writer Alice Walker. Before this work Tashi had already appeared in two previous novels by Walker, first, in The Color Purple (1982) and then, as a mention, in The Temple of My Familiar (1989). With Tashi, the author introduces the issue of female circumcision, a ritual Tashi submits herself to at the beginning of her adult life. The focus of observation lies in the ways in which the author’s anger is transformed into a means of creative representation. Walker uses her novel Possessing the Secret of Joy openly as a political instrument so that the expression “female mutilation” (term used by the author) receives ample attention from the media and critics in general. The aim of this investigation is to evaluate to what extent Walker’s social engagement contributes to the development of her work and to what extent it undermines it. For the analysis of the different issues related to “female genital cutting”, the term I use in this thesis, the works of feminist critics and writers such as Ellen Gruenbaum, Lightfoot-Klein, Nancy Hartsock, Linda Nicholson, Efrat Tseëlon and the Egyptian writer and doctor Nawal El Saadawi will be consulted. I hope that this thesis can contribute as an observation about Alice Walker’s use of her social engagement in the creation of her fictional world.
Resumo Este trabalho consiste em uma leitura das diferentes formas de representação que podem ser atribuídas à personagem Tashi, protagonista do romance Possessing the Secret of Joy (1992), da escritora negra estadunidense Alice Walker. Antes desta obra, Tashi já havia aparecido em dois romances de Walker, primeiro em The Color Purple (1982), como personagem periférica, e depois como menção em The Temple of my Familiar (1989). Com Tashi, surge a temática da prática da circuncisão feminina, ritual ao qual a personagem se submete no início da idade adulta. O foco de observação do trabalho se volta para a maneira na qual a revolta da autora é transformada em um meio de representação criativa. Walker utiliza sua obra abertamente como instrumento ideológico para que o tema da “mutilação genital” (termo utilizado pela autora) receba ampla atenção da mídia e da crítica em geral. O propósito da investigação é avaliar até que ponto o engajamento social da autora contribui de uma forma positiva em seu trabalho e até que ponto o mesmo engajamento o atrapalha. Para a análise das diferentes questões relacionadas ao tema de “female genital cutting” (FGC), termo que eu utilizo no decorrer da pesquisa, os trabalhos de críticas e escritoras feministas como Ellen Gruenbaum, Lightfoot-Klein, Nancy Hartsock, Linda Nicholson, Efrat Tseëlon e a egípcia Nawal El Saadawi serão consultados. Espero que esta dissertação possa contribuir como uma observação sobre como Alice Walker usa seu engajamento social na criação de seu mundo fictício.
Resumen Este trabajo consiste en una lectura de las diferentes formas de representación que pueden ser atribuidas al personaje Tashi, protagonista de la novela Possessing the Secret of Joy (1992), de la escritora negra norte-americana Alice Walker. Antes de esta obra, Tashi ya había aparecido en dos romances de Walker, primero en The Color Purple (1982), como personaje periferica y después como mención en The Temple of My Familiar (1989). Con Tashi, surge la temática de la circuncisión femenina, ritual al cual Tashi se somete en el principio de la edad adulta. El foco de observación del trabajo se vuelca sobre las maneras en las cuales la revuelta de la autora se tranforma en un medio de creación creativa. Walker utiliza su obra abiertamente como instrumento político para que el tema de la “mutilación genital” (termino utilizado por la autora) reciba amplia atención de los medios y crítica en general. El propósito de la investigación es evaluar hasta que punto el envolvimiento social de la autora contribuye positivamente o interfiere en el desarrollo de su trabajo. Para el análisis de las diferentes cuestiones relacionadas al tema de “female genital cutting” (FGC), termino utilizado por mi en el decorrer del trabajo, las obras de las críticas y escritoras feministas como Ellen Gruenbaum, Lightfoot-Klein, Nancy Hartsock, Linda Nicholson, Efrat Tseëlon y la egipcia Nawal El Saadawi serán consultadas. Deseo que el trabajo realizado pueda contribuir como una observación sobre como Alice Walker utiliza su envolvimiento social en la creación de su mundo fictício.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/4506
Arquivos Descrição Formato
000501958.pdf (449.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.