Repositório Digital

A- A A+

Gestão de resíduos sólidos de saúde em clínicas verterinárias

.

Gestão de resíduos sólidos de saúde em clínicas verterinárias

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Gestão de resíduos sólidos de saúde em clínicas verterinárias
Autor Ramos, Bárbara Carolina
Orientador Schmidt, Verônica
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Gestão de resíduos
Instalações : Clínicas veterinárias
Resíduos de serviços de saúde
Saúde pública
Resumo A gestão apropriada de resíduos de serviços de saúde tem se tornado um desafio para os diversos estabelecimentos geradores. Neste contexto, realizaram-se dois estudos em clínicas veterinárias no Rio Grande do Sul. No primeiro, realizou-se um estudo observacional com o objetivo de determinar os tipos e quantidades de resíduos gerados. Verificou-se, ainda, a relação da geração de resíduos com a casuística do estabelecimento. A qualificação dos resíduos foi realizada através da visualização, baseada na resolução da Anvisa (RDC 306/04), e a quantificação,através de pesagem em balança de precisão. As observações foram realizadas 2 a 3 vezes por semana, pelo período de 12 meses.Determinou-se a geração de 65,78 Kg de resíduos sólidos de saúde, sendo 39,9 Kg (60,76%) pertencentes ao grupo A; 11,9 Kg (18,12%) ao grupo D reciclável; 6,06 Kg (9,22%) ao grupo D orgânico; 5,7 Kg (8,67%) ao grupo E; 2,09 Kg (3,18%) ao grupo B e 34 gramas (0,05%) ao grupo de resíduos especiais. As correlações entre resíduos gerados e procedimentos realizados na clínica ocorreram de forma fraca (r = 0,3175) entre a quantidade de resíduos do grupo A e a realização de procedimentos cirúrgicos e, com o total de procedimentos realizados (r = 0,1655). Neste aspecto ainda ocorreu correlação negativa (r = -0,2065), porém significativa (p < 0,002) com a vacinação.Com os demais grupos de resíduos, a quantidade de resíduos gerados do grupo A apresentou correlação mediana com o grupo E e fraca, com os grupos D reciclável e D orgânico. Determinou-se diferença significativa na geração de resíduos do grupo D em alguns meses do ano sem, entretanto, estabelecer-se uma relação desta variação com os demais dados observados. Por outro lado, a quantidade de resíduos do grupo E apresentou diferença significativa entre os meses de novembro e setembro devido ao maior número de procedimentos cirúrgicos e vacinações realizadas. No segundo estudo, encaminhou-se, via postal, um questionário para as 124 clínicas veterinárias no município de Porto Alegre, com o objetivo de avaliar o processo de gestão de resíduos de saúde realizados bem como a percepção dos médicos veterinários sobre o assunto. Vinte e dois questionários foram respondidos, evidenciando-se que poucos profissionais possuem conhecimento pleno para efetuar corretamente o manejo dos resíduos gerados, principalmente, quanto aos resíduos químicos. Com base nos resultados obtidos, concluiu-se que se faz necessário avaliar constantemente a geração dos resíduos em cada estabelecimento, uma vez que vários fatores influenciam na quantidade e tipo de resíduos produzidos. Identificou-se, ainda, que se faz necessário investir na formação continuada dos profissionais sobre o assunto para garantir a gestão de resíduos de serviços de saúde em clínicas veterinárias.
Abstract The adequate management of waste of health services has become a challenge for different establishments generating it. Two studies concerning the issue were made with veterinary practices from Rio Grande do Sul. The first study consisted of an observational analysis in order to determine the types and amount of waste generated. Furthermore, it was verified the relation between the waste generation versus the circumstances of the establishment. The waste was qualified through observation, based on the ANVISA resolution (RDC 306/04) and quantified through its weighing using precision scales. The observations were made 2 to 3 times a week, for 12 months. The generation of 65.78 Kg of solid waste of health services was determined, of which 39.9 Kg (60.76%) belonged to group A; 11.9 Kg (18.12%) to group D, recyclable; 6.06 Kg (9.22%) to group D, organic; 5.7 Kg (8.67%) to group E; 2.09 Kg (3.18%) to group B and 34 grams (0.05%) to the special waste group. The correlations between the waste generated and the procedures carried out in veterinary practices were weak (r=0.3175), between the amount of group A waste and the execution of surgical procedures and among the total number of procedures executed (r=0.1655).In that sense, there was a negative (r=-0.2065) but significant (p < 0.002) correlation among vaccinations. With other waste groups, an average correlation was observed between the volume of waste generated by group A and group E, and a weak correlation was observed between group D recyclable and D organic. A significant difference was observed in the generation of group D waste in some months of the year without, however, establishing a relationship of this variation with the other data observed. On the other hand, the amount of group E waste generated had a significant increase between September and November, due to the higher number of surgical procedures and vaccinations made. In the second study a questionnaire was sent by post to the 124 veterinary practices in Porto Alegre, in order to assess the hospital waste management process in place, as well as the opinion of veterinarians on the subject. Twenty-two questionnaires were answered, making clear that few professionals have the proper knowledge to correctly manage the waste generated, particularly chemical waste. Based on the results obtained, it is necessary to constantly evaluate the generation of residues by each establishment, since several factors influence on the quantity and type of residues produced. The results also showed that it is necessary to invest in the continuous education of professionals about the subject, in order to ensure the proper management of medical waste at veterinary practices.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/48964
Arquivos Descrição Formato
000829594.pdf (799.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.