Repositório Digital

A- A A+

Efeito da pressão positiva expiratória sobre os músculos esternocleidomastóideo e paraesternal em pacientes com DPOC : um ensaio clínico randomizado

.

Efeito da pressão positiva expiratória sobre os músculos esternocleidomastóideo e paraesternal em pacientes com DPOC : um ensaio clínico randomizado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeito da pressão positiva expiratória sobre os músculos esternocleidomastóideo e paraesternal em pacientes com DPOC : um ensaio clínico randomizado
Autor Cardoso, Dannuey Machado
Orientador Menna Barreto, Sérgio Saldanha
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Doença pulmonar obstrutiva crônica
Eletromiografia
Músculos respiratórios
Respiração com pressão positiva
[en] Chronic obstructive pulmonary disease
[en] Electromyography
[en] Intercostal muscles
[en] PEEP
[en] Positive-pressure respiration
[en] Respiratory muscles
Resumo INTRODUÇÃO: A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) leva à obstrução crônica do fluxo aéreo e retenção de ar, fatores que afetam a ação diafragmática, colocando-o em desvantagem mecânica e exigindo-o recrutamento da musculatura acessória da respiração. Alguns estudos indicam que a aplicação de Pressão Positiva Expiratória nas Vias Aéreas (EPAP) reduziria a hiperinsuflação e a atividade da musculatura inspiratória acessória. OBJETIVO: Analisar o efeito da aplicação da EPAP de 10 e 15 cmH2O sobre a atividade dos músculos esternocleidomastóideo (ECM) e paraesternal em pacientes com DPOC estável. MÉTODOS: Em um ensaio clínico randomizado, composto por vinte e um pacientes com DPOC, que foram alocados em Grupo 10 cmH2O (n=10) e Grupo 15 cmH2O (n=11), avaliamos o comportamento da atividade eletromiográfica (EMG) dos músculos ECM e paraesternal em respiração espontânea (Pré-EPAP), durante a aplicação de 20 minutos da EPAP, através de máscara facial, e 10 minutos após sua retirada. RESULTADOS: Observamos que a aplicação da EPAP de 10 cmH2O promoveu uma redução da atividade EMG do músculo ECM (p<0,0001) e aumento no músculo paraesternal (p<0,0001). Já o grupo que utilizou 15 cmH2O de EPAP apresentou uma tendência ao aumento da atividade EMG do músculo ECM e uma redução significativa no músculo paraesternal (p= 0,005). CONCLUSÕES: Nossos resultados apontaram para um benefício da aplicação da EPAP de 10 cmH2O em reduzir a atividade da musculatura inspiratória acessória e potencializar a ação dos músculos paraesternais em pacientes com DPOC estável. No entanto, este benefício não foi alcançado quando a EPAP de 15 cmH2O foi aplicada, onde os pacientes apresentaram um aumento da atividade da musculatura inspiratória acessória, já acentuada na DPOC.
Abstract Introduction: Chronic obstructive pulmonary disease (COPD) leads to chronic airway obstruction and air trapping, affecting diaphragmatic action and placing it at a mechanical disadvantage, requiring the recruitment of accessory muscles. Some studies indicate that expiratory positive airway pressure (EPAP) decreased hyperinflation and inspiratory accessory muscle activity. Objective: To investigate the effect of 10 and 15 cmH2O EPAP on the activity of sternocleidomastoid (SCM) and parasternal muscles in patients with stable COPD. Methods: A randomized clinical trial with twenty-one COPD patients. Subjects were randomly allocated to two groups: 10 cmH2O Group (n=10) and a 15 cmH2O Group (n=11). We evaluated the electromyographic (EMG) activity of SCM and parasternal muscles in spontaneous breathing (Pre-EPAP), during application of EPAP by face mask for 20 minutes, and for 10 minutes after mask removal (Post-EPAP). Results: The application of 10 cmH2O EPAP promoted reduction EMG activity in the SCM muscle (p<0.0001) and increased parasternal muscle activity (p<0.0001). The group submitted to 15 cmH2O EPAP showed a tendency towards greater EMG activity in the SCM muscle and a significant decrease in activity of the parasternal muscle (p= 0.005). Conclusions: In patients with stable COPD, 10 cmH2O EPAP induced a significant decreased in activity of the inspiratory accessory muscle and increased parasternal muscle activity after the application. This may be of practical benefit to reverse the extensive use of the chest wall muscles and reduce their mechanical disadvantage in patients with COPD.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/48969
Arquivos Descrição Formato
000827300.pdf (941.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.