Repositório Digital

A- A A+

Validação do escore de risco do EBMT (European Group for Blood and Marrow Transplantation) na população de pacientes submetidos ao transplante de células-tronco hematopoéticas no Hospital de Clínicas de Porto Alegre

.

Validação do escore de risco do EBMT (European Group for Blood and Marrow Transplantation) na população de pacientes submetidos ao transplante de células-tronco hematopoéticas no Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Validação do escore de risco do EBMT (European Group for Blood and Marrow Transplantation) na população de pacientes submetidos ao transplante de células-tronco hematopoéticas no Hospital de Clínicas de Porto Alegre
Autor Araújo, Beatriz Stela Gomes de Souza Pitombeira
Orientador Silla, Lucia Mariano da Rocha
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Fatores de risco
Transplante de células-tronco
Transplante homólogo
[en] Allogeneic hematopoietic stem cell transplantation
[en] EBMT
[en] Risk score
Resumo INTRODUÇÃO: O Transplante de Células-tronco Hematopoéticas (TCTH) alogênico é uma modalidade de tratamento com capacidade de curar várias doenças hematológicas benignas e malignas. Os progressos nesta área aumentaram o número e melhoraram os desfechos dos procedimentos realizados, porém sua morbimortalidade permanece elevada. Em 2009, o escore de risco do EBMT foi validado como um método simples para predizer, com dados pré-transplante, os desfechos de um paciente após o TCTH alogênico. OBJETIVOS: O objetivo deste estudo foi validar a aplicabilidade do escore de risco do EBMT em pacientes brasileiros do Hospital de Cínicas de Porto Alegre (HCPA), submetidos a TCTH alogênico. MÉTODOS: Foi realizado um estudo retrospectivo, observacional, com dados coletados de prontuários de 278 pacientes (156 homens (56%) com mediana de idade de 32 anos) submetidos ao TCTH alogênico no HCPA para doenças malignas e anemia aplástica severa, entre 1994 e 2010. Foi aplicado o escore de risco do EBMT e analisados os desfechos sobrevida global (OS), mortalidade não relacionada à recaída (NRM) e taxa de recaída (RR). RESULTADOS: OS, NRM e RR em cinco anos foram de 53,4%, 39% e 30,7%, respectivamente. A OS em pacientes com risco 0 foi significativamente maior (81,8%) do que os de risco 6 (20%) (p<0,001). Da mesma forma, pacientes com risco 0 tiveram menor NRM (13,6%) do que os com risco 6 (80%) (p=0,001). O estágio avançado da doença foi associado com aumento de RR em todas as patologias neoplásicas avaliadas. CONCLUSÃO: O escore de risco do EBMT pode ser utilizado como um dado adicional na avaliação de pacientes com doenças malignas e anemia aplástica severa com indicação de TCTH alogênico no nosso centro.
Abstract BACKGROUND: Allogeneic Hematopoietic Stem Cell Transplantation (HSCT) is a treatment modality able to cure many hematological disorders. Although utilized with increasing frequency and success, it is still associated with a high transplant related mortality rate. In 2009, the EBMT risk score was validated as a simple tool to predict outcome after allogeneic HSCT for acquired hematological disorders. OBJECTIVES: The aim of this study was to validate the applicability of the EBMT risk score for allogeneic HSCT on south Brazilian patients, from a single center. METHODS: A retrospective observational study was performed based on patients’ records and data base of Hematology and Bone Marrow Transplantation Department at Hospital de Clínicas de Porto Alegre, including all allogeneic transplants for malignant and severe aplastic anemia from 1994 to 2010. Patients were categorized according to EBMT risk score and overall survival (OS), non-relapse mortality (NRM) and relapse rate (RR) were analyzed. RESULTS: There were 278 evaluable patients, of whom 56% were male, and the median age was 32 years. OS, NRM, and RR at five years median follow up, were 53,4%, 39%, and 30,7%, respectively. The OS was 81,8% for risk score 0 and 20% for score 6 (p<0,001), and NRM 13,6% and 80% for risk score 0 and 6, respectively (p=0,001). Advanced disease stage was associated with an increased RR in all evaluated neoplastic disorders. CONCLUSION: The EBMT risk score can be utilized as a tool for clinical decision-making before allogeneic HSTC for malignant hematological diseases and severe aplastic anemia at a single center, in Brazil.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/48996
Arquivos Descrição Formato
000829356.pdf (1.096Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.