Repositório Digital

A- A A+

inSuportes para aulas de artes: continentes e ilhas em papel A4

.

inSuportes para aulas de artes: continentes e ilhas em papel A4

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título inSuportes para aulas de artes: continentes e ilhas em papel A4
Autor Schultz, Valdemar
Orientador Zordan, Paola
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Artes plásticas
Criação
Imagem
[en] Arts classes
[en] Creation
[en] Image
[en] Paper
[en] Power
[en] “unSupport”
Resumo Esta dissertação articula conceitos do campo da filosofia, da arte e da educação junto às múltiplas formas de expressão da arte, afirmando as experimentações e as intensidades de autores como Nietzsche, Deleuze, Guattari e de outros estudos do pensamento da Diferença. A disposição gráfica “inSuportes” indica a impossibilidade de fundamentar os movimentos no campo da arte e do ensino da arte. A heterogeneidade das formas de expressão artística não possibilita criar uma determinada ordem nem propor uma classificação. Ao afirmar os afectos da arte no fazer e no pensar a arte e o ensino da arte, a presente pesquisa tem por intenção contribuir para uma maior abertura do conceito de criação no meio escolar. Diferentes práticas se sobrepõem, justapõem e coexistem, mas cada uma delas opera em sua singularidade. A multiplicidade das manifestações não permite que se extraia uma significação particular, mas possibilita afirmar a singularidade da arte para pensar o mundo com múltiplas possibilidades de vida. O pensamento da diferença e do múltiplo abre um frágil espaço para respostas possíveis a problemas colocados num determinado horizonte de eventos. A escrita e as imagens que compõem esse ensaio pretendem mostrar a potência da arte e a conexão entre o desejo e a criação em aulas de artes. Dessa forma, na vastidão dos continentes, nos limites das ilhas, na superfície do papel A4, em muros e paredes, em suportes de todos os tipos e na variedade dos papéis desempenhados por um professor, a força que move a arte vem a ser sempre a mesma: a criação.
Abstract This dissertation combines concepts from the field of philosophy, art and education with the many forms of artistic expression, affirming the experiments and intensities of authors as Nietzsche, Deleuze, Guattari as well as others studies of the concept of Difference. The graphic layout "unSupport" indicates the inability to substantiate the movements in art and art education. The heterogeneity forms of artistic expression do not intend to create a determinate order and to propose a classification. While affirming the affects of art at doing and thinking about art and art education, this research aims to contribute to a more open concept of creation in schools. Different practices overlap, juxtapose and coexist, but each one operates in its singularities. The multiplicity of events does not allow extracting a particular meaning, but it turns possible to assert singularities of art in order to think the world with multiple possibilities of life. The thought of difference and multiple opens a fragile space for possible answers to problems placed in a particular event horizon. The writing and the images that compose this essay aims to show the potency of art and the connection between desire and creation in arts classes. In this way, in the vastness of the continent, in the limits of an island, on the surface of an A4 paper, on the walls, in all media types and on the variety of the roles of a teacher, the force that moves the art is always the same: creation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/49020
Arquivos Descrição Formato
000826584.pdf (6.761Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.