Repositório Digital

A- A A+

Ações da epitestosterona através de um mecanismo de membrana em células de Sertoli : implicações no desenvolvimento sexual

.

Ações da epitestosterona através de um mecanismo de membrana em células de Sertoli : implicações no desenvolvimento sexual

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ações da epitestosterona através de um mecanismo de membrana em células de Sertoli : implicações no desenvolvimento sexual
Autor Castro, Alexandre Luz de
Orientador Loss, Eloisa da Silveira
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas: Fisiologia.
Assunto Células de sertoli
Desenvolvimento sexual
Epitestosterona
Resumo Introdução: A epitestosterona é um epímero α da testosterona. Esse esteroide possui uma atividade antiandrogênica, assim como um efeito neuroprotetor. No entanto, o mecanismo de ação da epitestosterona ainda não foi elucidado. Objetivos: O objetivo desse trabalho é investigar o efeito não clássico da epitestosterona sobre o potencial de membrana de células de Sertoli de testículos de ratos de 15, 21 e 35 dias de idade e sobre a captação de 45Ca2+ no tecido testicular de ratos de 12 dias de idade. Materiais e métodos: O potencial e a resistência de membrana das células de Sertoli foram registrados através da técnica eletrofisiológica de registro intracelular. Foi realizada a aplicação de epitestosterona (0,5, 1 e 2μM) ou de testosterona (1μM), com ou sem a perfusão com flutamida (1μM), verapamil (100μM) ou U73122 (2μM). Os testículos de ratos de 12 dias de idade foram pré-incubados com 45Ca2+, com ou sem flutamida (1μM), e incubados com epitestosterona (1μM) ou testosterona (1μM). Análise estatística: Teste t de Student ou ANOVA para medidas repetidas seguido do pós-teste de Bonferroni. Resultados: A epitestosterona produziu uma resposta de despolarização do potencial de membrana, assim como um aumento na resistência de membrana em células de Sertoli de ratos de 15, 21 e 35 dias de idade. Esse esteroide apresentou uma resposta semelhante à apresentada pela testosterona. Os efeitos da epitestosterona não foram modificados após a perfusão com flutamida, um inibidor do receptor androgênico intracelular. A epitestosterona promoveu um aumento na captação de 45Ca2+ após 5 minutos de incubação, e esse efeito não foi bloqueado pela flutamida. O efeito despolarizante desse esteroide foi parcialmente inibido pelo fármaco verapamil, um bloqueador dos canais de cálcio tipo L, e pelo U73122, um inibidor da enzima fosfolipase C. Conclusão: Esses resultados indicam uma atuação da epitestosterona em células de Sertoli através de uma ação não clássica; esses efeitos são semelhantes aos encontrados para a testosterona em células de Sertoli de testículos de ratos.
Abstract Introduction: Epitestosterone is the 17α-epimer of testosterone. It seems to possess an antiandrogenic activity, as well as a neuroprotective effect. The mechanism of action of epitestosterone has not been elucidated. Objective: The aim of this work is to investigate the non-classical effect of epitestosterone on the membrane of Sertoli cells from testis of 12-, 15-, 21- and 35-day-old rats. Materials and Methods: The membrane potential and the membrane input resistance of Sertoli cells was recorded using a standard single microelectrode technique. Application of epitestosterone (0.5, 1 and 2μM) or testosterone (1μM) alone and after infusion with flutamide (1μM), verapamil (100μM) or U73122 (2μM) was made. The testes from 12-day-old rats were pre-incubated with 45Ca2+ with or without flutamide (1μM) and incubated with epitestosterone (1μM) or testosterone (1μM). Student's t-test or ANOVA for repeated measures with Bonferroni post-test was used. Results: Epitestosterone produced a depolarization in the membrane potential and increased the input membrane resistance on Sertoli cells from 15-, 21- and 35-day-old rats. This steroid showed a similar response to testosterone. The effect of epitestosterone was not changed after perfusion with flutamide, an intracellular androgen receptor inhibitor. Epitestosterone increased 45Ca2+ uptake within 5 minutes and this effect was also not inhibited by flutamide. The depolarizing effect was slightly inhibited by verapamil, a voltage-dependent calcium channel blocker, and by U73122, a PLC inhibitor. Conclusion: These results indicate that epitestosterone acts on the Sertoli cells via a non-classical signaling pathway; the effects are similar to that of testosterone in Sertoli cells in whole seminiferous tubules from rat testes.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/49121
Arquivos Descrição Formato
000835118.pdf (2.046Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.