Repositório Digital

A- A A+

Síndrome de burnout : um estudo junto aos educadores (professores e educadores assistentes) em escolas de educação infantil

.

Síndrome de burnout : um estudo junto aos educadores (professores e educadores assistentes) em escolas de educação infantil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Síndrome de burnout : um estudo junto aos educadores (professores e educadores assistentes) em escolas de educação infantil
Autor Wagner, Dione Pereira
Orientador Guimaraes, Lia Buarque de Macedo
Data 2004
Nível Mestrado profissional
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Mestrado Profissionalizante em Engenharia.
Assunto Educação infantil
Ergonomia
Síndrome de Burnout
Trabalho
Resumo O presente estudo investigou o nível de burnout, em cada uma de suas três dimensões, dos educadores (professores e educadores assistentes), que trabalham em escolas de Educação Infantil do Município de Porto Alegre, sendo duas da rede privada, duas da rede pública e uma escola comunitária. Também verificou os fatores reconhecidos como estressores no trabalho desses profissionais e a representação de estresse que fazem de seu trabalho. Os resultados evidenciaram níveis altos para a dimensão "Exaustão Emocional", baixo para "Despersonalização" e baixo para a dimensão "Reduzida Realização Profissional" independentemente do tipo de escola ou função exercida pelos sujeitos da amostra. Das variáveis demográficas, apenas o tempo disponível para o lazer apresentou associação significativa com a dimensão "Exaustão Emocional", indicando que os educadores que não dispunham de tempo para o lazer encontravam-se mais cansados emocionalmente. Com relação às variáveis ocupácionais, somente o número de alunos influenciou significativamente os níveis de burnout na dimensão "Exaustão Emocional" Os educadores avaliados consideram como baixo seu estresse no trabalho e relacionam o relacionamento com os familiares dos alunos como principal fator estressor. Os fatores estressores, organizados por ordem de importância , ao serem avaliados por tipo de escola , não apresentaram associação significativa entre as variáveis em estudo. Os fatores demanda mental e frustação causaram impacto na dimensão "Exaustão Emacional". Constatou-se, portanto, que as características do trabalho e a exigência das relações interpessoais são fatores desencadeantes da síndrome no grupo amostrado segundo os participantes da pesquisa.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/4915
Arquivos Descrição Formato
000461391.pdf (380.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.