Repositório Digital

A- A A+

Evolução da produção ovina no Rio Grande do Sul e Uruguai : análise comparada do impacto da crise da lã na configuração do setor

.

Evolução da produção ovina no Rio Grande do Sul e Uruguai : análise comparada do impacto da crise da lã na configuração do setor

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Evolução da produção ovina no Rio Grande do Sul e Uruguai : análise comparada do impacto da crise da lã na configuração do setor
Autor Viana, João Garibaldi Almeida
Orientador Waquil, Paulo Dabdab
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Centro de Estudos e Pesquisas em Agronegócios. Programa de Pós-Graduação em Agronegócios.
Assunto Agronegócio
Economia agrícola
Economia evolucionaria
Ovinocultura
[en] Agricultural economics
[en] Evolutionary economics
[en] Sheep production
[en] Structural change
Resumo O setor ovino do Rio Grande do Sul e Uruguai foi afetado por períodos de progressos e crises que modificaram as estratégias e a dinâmica do agronegócio da ovinocultura. A transformação do mercado ovino, seus desequilíbrios e suas mudanças, expõem uma rica realidade empírica para uma análise a partir da Economia Evolucionária. Assim, o objetivo da tese foi comparar a trajetória de mudança histórica, econômica e institucional da produção ovina do Rio Grande do Sul e Uruguai e avaliar o impacto da crise internacional da lã na configuração do setor. A proposta metodológica da tese baseou-se no uso de dados primários e secundários para analisar e comparar um processo dinâmico, a fim de compreender o passado, caracterizar o presente e projetar o futuro do setor ovino - características centrais de um processo evolucionário. A análise da evolução histórica, produtiva e mudança estrutural na atividade ovina do Rio Grande do Sul e Uruguai tiveram um caráter descritivo e explicativo, por meio de técnicas de pesquisa bibliográfica e pelo uso de técnicas estatísticas de séries temporais, na estimação de modelos de regressão linear e regressão semilogarítmica. A caracterização da ovinocultura utilizou-se de uma pesquisa de campo, com aplicação de questionário semiestruturado em uma amostra de 120 produtores do Rio Grande do Sul e 80 produtores do Uruguai. A análise dos dados seguiu técnicas da estatística descritiva e o uso de testes de hipóteses paramétricos. A análise de projeção futura da atividade no Rio Grande do Sul e Uruguai partiu da construção e estimação de duas classes de modelos de regressão logísticos: modelo econômico e institucional. A estimação de modelos de regressão linear e semilogarítmica comprovaram a mudança estrutural para as variáveis de rebanho ovino, produção de lã e produção de carne ovina das duas regiões, tendo como referência a crise internacional dos preços da lã em 1990/1991. Evidenciaram-se similaridades no perfil socioeconômico, produtivo e institucional dos ovinocultores amostrados do Rio Grande do Sul e Uruguai. Os dados primários indicaram que a atividade ovina é desenvolvida nas mais variadas estruturas fundiárias. O rebanho ovino dos estabelecimentos rurais apresenta tamanho diverso, sendo a bovinocultura de corte a principal atividade desenvolvida de forma integrada. Constatou-se que as instituições da ovinocultura apresentam dimensão conectiva - o contexto passado do setor moldou a situação presente, que por sua vez, irá formar as instituições do futuro, em um processo “hereditário”, análogo aos genes da biologia e aos processos de path dependence e causação cumulativa. Os resultados dos modelos logísticos demonstraram que variáveis estritamente produtivas e de ordem econômica não se relacionam significativamente com a pretensão de aumento da produção ovina no Rio Grande do Sul e Uruguai. Em contrapartida, o modelo institucional estimado foi significativo (P<0,01), com variáveis significativas de envolvimento organizacional, motivação pelo lucro e idade do produtor (P<0,05). Os resultados confirmaram o domínio da Economia Evolucionária no estudo da dinâmica econômica, baseada na análise das mudanças estruturais e institucionais. O estudo da evolução da produção ovina no Rio Grande do Sul e Uruguai demonstrou a possibilidade da aplicação de pressupostos econômicos evolucionários, buscando, além de compreender o fenômeno, estimular o fortalecimento desta aproximação teórico-empírica em diversos temas da economia rural.
Abstract The sheep production of Rio Grande do Sul and Uruguay has experienced periods of growth and decline that affected the strategy of the agribusiness. This dynamic market provides a rich setting for an analysis based on evolutionary economics. The objective of this thesis is to compare the historical, economic and institutional changes in the sheep production in Rio Grande do Sul and Uruguay and to evaluate the impact of the international crises in the production of wool in the organization of this sector. The methodological premise of this thesis is the use of primary and secondary data to analyze and compare a dynamic process. The goal is to understand the past, characterize the present, and project the future of the sheep production – the key elements of an evolutionary process. The analysis of historical, productive and structural change in the sheep production in Rio Grande do Sul and Uruguay was descriptive in nature, including a literature review and several statistical techniques such as time series analysis, linear regression and semi-logarithmic regression. A field study with a semi-structured questionnaire and a sample of 120 farmers in Rio Grande do Sul and 80 farmers in Uruguay was conducted to characterize the sheep production. The empirical analysis used descriptive statistical techniques and the parametric test of hypotheses. The market projection of the future in the sheep production was based in the estimation of two types of logistic regression models: an economic model and an institutional model. The linear and semi-logarithmic regression models showed a structural change in the dependent variables, such as sheep flock, wool, and meat production in the two regions. Moreover, there were similarities in the socio-economic, productive and institutional profile of the sampled farmers in Rio Grande do Sul and Uruguay. The primary data indicated that the sheep production is developed in different types of farms area, being a source of income as well as subsistence. The size of the sheep flock across the different farms was diverse, reflecting the variance in the size of the properties, and the beef cattle was the main activity developed in an integrated form. Regarding the institutional profile, the institutions of environment of sheep production establishments presented a connective dimension – the past shaped the present, which in turn will shape the future, reflecting a hereditary process similar to the genes in biology and the path dependence processes. The results from the logistic models indicated that the dependent variables related strictly to economic production were not significantly correlated with the willingness to increase the ovine production in Rio Grande do Sul and Uruguay. In contrast, the institutional model was significant (P <.01). The institutional variables related to farmers’ organizational involvement, motivation towards profit and age of farmer were significant (P <.05). Based on the analysis of structural and institutional changes, the results confirmed the dominance of evolutionary economics in the study of the economic dynamic. The present study provided an opportunity to apply the principles of evolutionary economics to understand the sheep production in Rio Grande do Sul and Uruguay, which can be used to explore several other topics in the context of agricultural economics.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/49163
Arquivos Descrição Formato
000835698.pdf (2.395Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.