Repositório Digital

A- A A+

Percursos metodológicos à complexidade em ambientes de aprendizagem em rede : Uma proposta pela Rede de Saberes Coletivos (ReSa) em curso de Administração Porto Alegre 2011

.

Percursos metodológicos à complexidade em ambientes de aprendizagem em rede : Uma proposta pela Rede de Saberes Coletivos (ReSa) em curso de Administração Porto Alegre 2011

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Percursos metodológicos à complexidade em ambientes de aprendizagem em rede : Uma proposta pela Rede de Saberes Coletivos (ReSa) em curso de Administração Porto Alegre 2011
Autor Mansur, André Fernando Uébe
Orientador Biazus, Maria Cristina Villanova
Co-orientador Carvalho, Rogério Atem de
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Informática na Educação.
Assunto Aprendizagem colaborativa
Computador na educação
Conhecimento popular
Ensino superior
Estágio supervisionado
Informática na educação
Pensamento complexo
Redes sociais
[en] Collaborative learning
[en] Collective knowledges network
[en] Complex thinking
[en] Higher education
[en] Movements of complexity
[en] Social networks
[en] Supervised traineeship
Resumo Este trabalho apresenta uma abordagem alternativa para aprendizagem prático acadêmica na Educação Superior, apropriando-se dos conceitos de Pensamento Complexo e redes sociais para propor Percursos Metodológicos para Complexidade em Ambientes em Rede para Aprendizagem. Como campo de experimentação, faz-se uso de um ambiente acadêmico de Estágio Supervisionado em um curso de graduação em Administração. Tendo o apoio da Metodologia do Desenvolvimento Ecossistêmico (Moraes e La Torre, 2006), percorreu-se todo um desenvolvimento metodológico e de análise pautados nos Princípios da Complexidade (Morin, 1999) para propor um Ambiente Complexo em Rede para Aprendizagem (ACRA) e verificar sua efetividade. O Ambiente Complexo em Rede para Aprendizagem (ACRA) mostra-se como uma decorrência dos Ambiente Pessoais de Aprendizagem (APA) por efetivamente considerar os Princípios da Complexidade em sua concepção. Por sua vez, os APA são uma decorrência dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) por não dependerem de decisões e controle dos administradores e/ou professores. No intuito de propor o ACRA, foi necessário criar o Movimento das Cinco Posturas Pessoais para promover uma Conversão do Olhar do pesquisador e um instrumento de análise dos Movimentos da Complexidade em ACRA, denominado Campos de Análise da Complexidade em ACRA com o intuito de evidênciar as interações ecossistêmicas entre os atores acadêmicos do ambiente estudado. Propõe-se, ainda, uma materialização do ACRA em Estágios Supervisionados de cursos de graduação em Administração por meio da Rede de Saberes Coletivos (ReSa), um ambiente complexo de aprendizagem que emerge dos conceitos do Pensamento Complexo e de Redes Sociais. Pelas conclusões, é possível constatar como o sistema proposto atendeu aos objetivos de se promover em alguns dos Princípios da Complexidade no ambiente acadêmico estudado, assim como as possibilidades de estudos futuros.
Abstract This work presents an alternative approach to academic practical learning in Higher Education, using the concepts of the Complex Thinking and social networks to propose Metodological Routes for Environment in Network for Learning. As experimenting field, it is used an academic environment of Supervised Traineeship in a College Administration Course. Having the support of Ecosystemic Development Methodology (Moraes and La Torre, 2006), a methodology and analysis development was performed, based on the Principles of Complexity (Morin, 1999) to propose a Complex Environment in Network for Learning (ACRA, in Portuguese) and verify its effectiveness. The Complex Environment in Network for Learning (ACRA, in Portuguese) reveals itself as a consequence of the Learning Personal Environments (APA, in Portuguese) for effectively considering the Principles of Complexity in its conception. The APA, on its turn, are a consequence of the Learning Virtual Environments (AVA, in Portuguese), for not depending on decisions and control of the administrators and/or professors. With the aim to propose the ACRA, it was necessary to create the Movement of the Five Personal Postures to promote a Conversion of the Look of the researcher and an instrument of analysis of the Movements of Complexity in ACRA, named Fields of Analysis of the Complexity in ACRA with the purpose to show up the ecosystemic interactions among the academic actors of the studied environment. It is proposed, still, a materialization of the ACRA in Supervised Traineeships of graduation courses in Administration through the Collective Knowledges Network (ReSa, in Portuguese), a complex learning environment that emerges from the concepts of the Complex Thinking and of Social Networks. According to the conclusions, it is possible to notice how the proposed system has fulfilled the goals to promote in some of the Principles of Complexity in the studied environment, just as the possibilities of future studies.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/49341
Arquivos Descrição Formato
000836682.pdf (7.857Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.