Repositório Digital

A- A A+

Comparação da resistência à compressão de ossos bovinos congelados e liofilizados

.

Comparação da resistência à compressão de ossos bovinos congelados e liofilizados

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Comparação da resistência à compressão de ossos bovinos congelados e liofilizados
Outro título Compression resistance of deep frozen and freeze dried bovine bone
Autor Duarte, Luciano da Silva
Schaeffer, Lirio
Resumo Efetuou-se o estudo de ossos bovinos congelados e liofilizados visando verificar a existência ou não de diferenças na resistência à compressão resultantes da utilização destes diferentes processos de estocagem de osso utilizados atualmente em bancos de enxertos ósseos. Foram comprimidos em uma máquina de ensaios mecânicos universal 78 corpos de prova cilíndricos retirados de côndilos femorais bovinos. Os corpos de prova foram divididos em três grupos de 26 peças. O grupo I foi composto por cilindros de osso liofilizado e reidratado durante uma hora e meia antes do ensaio; o grupo II foi composto por cilindros de osso congelado e posteriormente descongelado durante uma hora; e o grupo III foi composto por cilindros de osso liofilizado e reidratado no momento do ensaio. Os resultados mostraram que não há diferença estatisticamente significativa nem na resistência a compressão entre os grupos de estudo (Força máxima média de compressão e respectivo desvio padrão - GI 216 ± 147 N; GII 324 ± 245 N; GIII 284 ± 216 N), nem na razão de deformação (Razão de deformação média e respectivo desvio padrão - GI 422 ± 363 N/mm; GII 686 ± 500 N/mm; GIII 559 ± 481 N/mm).
Abstract An investigation into the influence of two bone stockpile methods currently used in bone graft banks, i.e. deep frozen and freeze dried, on the compression resistance behavior was undertaken. Seventy eight cylindrical specimens machined from bovine femoral condiles were compressed in an universal testing machine. The specimens were divided into three groups of 26 specimens each. Group I consisted of specimens freeze dried and rehydrated for an 1 1/2 hour before the test; Group II consisted of specimens deep frozen and defrosted for 1 hour before the test; and Group III consisted of specimens freeze dried and rehydrated immediately prior to the test. Results indicated no statistically significant difference nor in the compression resistance among the groups (GI 216 ± 147 N; GII 324 ± 245 N; GIII 284 ± 216 N; presented as maximum compression force ± standard deviation) neither in the stiffness (GI 422 ± 363 N/mm; GII 686 ± 500 N/mm; GIII 559 ± 481 N/mm; presented as stiffness ± standard deviation).
Contido em Revista brasileira de engenharia biomédica =Brazilian journal of biomedical engineering. Rio de Janeiro. Vol. 16, n. 2 (maio/ago. 2000), p. 89-93
Assunto Biomecânica
Ensaios mecânicos : Transplante ósseo
[en] Biomechanics
[en] Bone transplantation
[en] Bovine bone
[en] Compression test
[en] Freeze-drying
[en] Rehydration
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/49438
Arquivos Descrição Formato
000294353.pdf (408.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.