Repositório Digital

A- A A+

Prevalência de CAGE positivo entre estudantes de segundo grau de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, 1994

.

Prevalência de CAGE positivo entre estudantes de segundo grau de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, 1994

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Prevalência de CAGE positivo entre estudantes de segundo grau de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, 1994
Outro título Prevalence of CAGE-positive secondary school students in Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil, 1994
Autor Trois, Clarissa Carbonar
Frantz, Barbara Canabarro
Yaluk, Juliana Bocaccio
Taroncher, Carla Aladren
Schneider, Waleska
Schonell, Lyriss Helena de Braga
Bordin, Ronaldo
Resumo Este estudo objetiva descrever a prevalência de positividade do teste CAGE entre estudantes de terceiro ano do segundo grau de Porto Alegre, RS, em 1994. A amostra foi composta por 1.171 estudantes, 598 (51%) procedentes de escolas públicas e 573 (49%) de escolas particulares. Encontrou-se referência de consumo prévio de bebidas alcoólicas de 93%, com maior prevalência entre os estudantes do sexo masculino (p<0,02) e aqueles provenientes de escolas particulares (p<0,03). Metade dos alunos relataram freqüência de consumo semanal, predominantemente em festas (60%) e bares (17%). A prevalência de CAGE positivo foi de 8,3%, atingindo 11% entre os homens (p<0,02). Não se verificou diferença estatisticamente significativa entre tipo de escola e positividade ao teste CAGE quando controladas as variáveis sexo, idade e poder de consumo.
Abstract This study aims to describe the prevalence of CAGE-positive third-year high school students in Porto Alegre, Rio Grande do Sul, in 1994. The sample consisted of 1,171 students: 598 (51%) from public and 573 (49%) from private schools.We found reference to previous alcoholic beverage consumption in 93% of the interviewees. The highest prevalence was among male students (p<0.02) and students from private schools (p<0.03). Half of the students reported weekly consumption, usually when going to parties (60%) and bars (17%). CAGE positiveness prevalence was 8.3% overall and 11% among males (p<0.02). When variables like gender, age, and socioeconomic status were controlled, there was no statistically significant difference between the kind of school and CAGE status.
Contido em Cadernos de saúde pública. Rio de Janeiro. Vol. 13, n. 3 (jul./set. 1997), p. 489-495
Assunto Adolescente
Comportamento do adolescente
Consumo de bebidas alcoolicas : Epidemiologia : Rio Grande do Sul
Porto Alegre (RS)
[en] Adolescence
[en] Alcohol drinking
[en] Epidemiology
[en] Public health
[en] Students
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/49483
Arquivos Descrição Formato
000153811.pdf (45.23Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.