Repositório Digital

A- A A+

Nível de informação a respeito de medicamentos prescritos a pacientes ambulatoriais de hospital universitário

.

Nível de informação a respeito de medicamentos prescritos a pacientes ambulatoriais de hospital universitário

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Nível de informação a respeito de medicamentos prescritos a pacientes ambulatoriais de hospital universitário
Outro título Patient knowledge about drugs prescribed in a teaching hospital
Autor Silva, Tatiane da
Schenkel, Eloir Paulo
Mengue, Sotero Serrate
Resumo A ausência de informações acerca dos medicamentos constitui uma das principais razões pelas quais 30% a 50% dos pacientes não os usam conforme a prescrição. Com o objetivo de aferir o conhecimento relativo aos medicamentos prescritos, pacientes atendidos no ambulatório de Medicina Interna de um hospital universitário foram entrevistados após a consulta médica. O nível de informação foi verificado mediante perguntas relativas ao nome do medicamento, indicação, dose, freqüência de uso, duração do tratamento, efeitos adversos e precauções. As respostas foram comparadas com a receita médica e com o prontuário do paciente. Do total de 264 pacientes entrevistados, 34% obtiveram bom nível de conhecimento. Em 31% dos casos, o nome do medicamento foi declarado incorretamente e, em 19%, a indicação de uso declarada pelo paciente discordou da indicação médica. No que se refere à dose e freqüência de administração, 19% e 31% das respostas, respectivamente, discordaram da prescrição médica. Os resultados sugerem que a maioria dos pacientes possui suficiente nível de informação para a utilização segura dos medicamentos prescritos sob condições ambulatoriais ideais.
Abstract Lack of information on medication is one of the main reasons why some 30-50% of patients fail to take their medicines as prescribed. To assess patient knowledge about prescribed drugs, outpatients from an internal medicine clinic in a teaching hospital were interviewed after medical consultation. Patients were asked to identify the name, indication, dosage, administration schedule, duration of treatment, side effects, and precautions. Patients’ answers were compared to medical prescription or patients’ medical records. Two hundred and sixty-four patients were interviewed, of whom 34% displayed satisfactory knowledge. In 31% of cases the drug name stated was incorrect, while in 19% the reported indication differed from that on the medical records. Dosage and administration schedules stated by patients disagreed with physician’s instructions in 19% and 31% of cases, respectively. The results suggest that the majority of outpatients have sufficient knowledge for the safe use of prescribed drugs, under an ideal outpatient setting.
Contido em Cadernos de saúde pública = Reports in public health. Rio de Janeiro. Vol. 16, n. 2 (abr./jun. 2000), p. 449-455
Assunto Prescrição de medicamentos
[en] Compliance
[en] Drug information
[en] Drug prescription
[en] Drugs
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/49501
Arquivos Descrição Formato
000297433.pdf (67.69Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.