Repositório Digital

A- A A+

Esterilização feminina, AIDS e cultura médica : os casos de São Paulo e Porto Alegre

.

Esterilização feminina, AIDS e cultura médica : os casos de São Paulo e Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Esterilização feminina, AIDS e cultura médica : os casos de São Paulo e Porto Alegre
Outro título Female sterilization, AIDS, and medical culture in São Paulo and Porto Alegre, Brazil
Autor Barbosa, Regina Maria
Knauth, Daniela Riva
Resumo Este artigo busca identificar os fatores que interferem nas escolhas reprodutivas de gestantes HIV positivo focalizando, em particular, o papel desempenhado pelos serviços de saúde e pela cultura médica nessas escolhas. O desejo e a realização de laqueadura tubária pós-parto constituem os eventos reprodutivos tomados como questões de análise. Os dados apresentados resultam de uma pesquisa desenvolvida em serviços de pré-natal nas cidades de São Paulo e Porto Alegre, que utilizou um desenho que combinou duas estratégias metodológicas: quantitativa, a partir de dados coletados em 427 prontuários clínicos, e qualitativa, por meio da observação etnográfica e realização de sessenta entrevistas em profundidade. A grande maioria de mulheres nas duas cidades manifestou o desejo de realizar a esterilização depois do parto. Entretanto, uma proporção muito maior de mulheres em São Paulo atingiu sua meta comparada a uma pequena proporção em Porto Alegre. A cultura médica local com relação à laqueadura, aliada à organização da prática de assistência ao pré-natal e parto, mostrou-se fator fundamental para compreender as diferenças encontrada nas duas cidades.
Abstract This paper explores the factors associated with reproductive choices by HIV-positive pregnant women in two settings in Brazil, and particularly how health care providers and the local medical culture can affect these choices. Requesting and submitting to postpartum sterilization provide the focus of the analysis. The data come from a study conducted in prenatal care services in two cities, São Paulo and Porto Alegre. We employed two data collection strategies: collection of information from 427 patient records for HIV-positive women who had received prenatal care, and in-depth interviews with 60 women. While most women in both cities requested tubal ligation after delivery, a much higher proportion of women in Sao Paulo were actually sterilized, as compared to a tiny proportion of women in Porto Alegre. The local medical culture regarding sterilization and organization of prenatal care emerged as important factors for understanding the differences between the two cities.
Contido em Cadernos de saúde pública. Rio de Janeiro. Vol. 19, supl. 2 (2003), p. S365-S376
Assunto Esterilização reprodutiva
Porto Alegre (RS)
São Paulo (SP)
Saúde da mulher
Síndrome de imunodeficiência adquirida
[en] Acquired immunodeficiency syndrome
[en] Sexual sterilization
[en] Women’s health
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/49510
Arquivos Descrição Formato
000400650.pdf (105.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.