Repositório Digital

A- A A+

A negociação do sexo seguro na TV : discursos de gênero nas falas de agentes comunitárias de saúde do Programa Saúde da Família de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

.

A negociação do sexo seguro na TV : discursos de gênero nas falas de agentes comunitárias de saúde do Programa Saúde da Família de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A negociação do sexo seguro na TV : discursos de gênero nas falas de agentes comunitárias de saúde do Programa Saúde da Família de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil
Outro título Safe sex negotiation on TV : gender discourses among female community health workers under the Family Health Program in Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil
Autor Oliveira, Dora Lúcia Leidens Corrêa de
Meyer, Dagmar Elisabeth Estermann
Santos, Luís Henrique Sacchi dos
Wilhelms, Daniela Montano
Resumo O artigo analisa, com base numa pesquisa realizada no ano de 2003, o entendimento de agentes comunitárias de saúde do Programa Saúde da Família de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, sobre a noção de “negociação de sexo seguro” veiculada nas campanhas de prevenção à AIDS que são endereçados às mulheres. A pesquisa tinha como foco de análise alguns dos anúncios televisivos que integraram as campanhas implementadas pelo Ministério da Saúde no Brasil, no período de 1994 a 2000. A análise foi informada pelas vertentes dos estudos feministas e culturais que se aproximam da perspectiva pós-estruturalista de Michel Foucault e tinha como objetivo produzir subsídios para uma leitura crítica desse tipo de estratégia educativa para a prevenção da AIDS, em especial no que se refere às relações de gênero ali representadas. A análise das informações sugere que os conhecimentos e práticas que circunscrevem o discurso da negociação do sexo seguro incorporam, re-produzem ou veiculam representações hegemônicas de masculinidade e feminilidade e que estas diferenciam e hierarquizam mulheres em relação aos homens e/ou diferenciam mulheres de outras mulheres, produzindo e/ou reforçando preconceitos e desigualdades.
Abstract This paper analyzes the understanding among female community health workers in the Family Health Program in Porto Alegre, Rio Grande do Sul State, Brazil, concerning the notion of safe sex negotiation promoted by the Brazilian government in AIDS prevention campaigns targeting women. The paper is based on empirical data gathered in 2003. The study focused on TV advertisements used in campaigns by the Brazilian Ministry of Health from 1994 to 2000. The analytical approach was informed by feminist and cultural studies, taken from a post-structuralist and Foucauldian perspective. The research aimed to produce knowledge to support a critical reading of such education for HIV/AIDS prevention, especially concerning gender relations. The paper argues that knowledge and practices permeating the “safe sex negotiation” discourse incorporate, reproduce, and/or transmit hegemonic representations of masculinity and femininity and that these representations differentiate and highlight hierarchical positions of women in relation to men and/or women in relation to other women, producing and/or reinforcing prejudices and inequalities.
Contido em Cadernos de saúde pública. Rio de Janeiro. Vol. 20, n. 5 (set./out. 2004), p. 1309-1318
Assunto Análise do discurso
Gênero
Identidade de gênero
Mídia
Mulheres
Programa Saúde da Família.
Representação
Sexo seguro
Síndrome de imunodeficiência adquirida
Televisão (Comunicação)
[en] Acquired Immunodeficiency Syndrome
[en] Gender
[en] Safe Sex
[en] Television
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/49511
Arquivos Descrição Formato
000435365.pdf (85.12Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.