Repositório Digital

A- A A+

Acolhimento e vínculo em uma equipe do Programa Saúde da Família

.

Acolhimento e vínculo em uma equipe do Programa Saúde da Família

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Acolhimento e vínculo em uma equipe do Programa Saúde da Família
Outro título Receptiveness and links to clients in a Family Health Program team
Autor Schimith, Maria Denise
Lima, Maria Alice Dias da Silva
Resumo Analisa-se o trabalho de uma equipe do Programa Saúde da Família, identificando o potencial de acolhimento e de construção de vínculo entre profissionais e usuários. É um estudo de caso, com abordagem qualitativa. Os dados foram coletados por meio de observação livre, entrevista semi-estruturada e consulta a documentos. Para análise do material obtido, utilizou-se abordagem dialética.Verificou-se uma relação entre a organização do processo de trabalho e a possibilidade de concretização de acolhimento e vínculo. Existem lacunas no acolhimento aos usuários, sobretudo no que se refere à abertura do serviço para a demanda, à responsabilização pelos problemas de saúde da população e ao estímulo à autonomia do usuário. Constatouse que a produção de vínculo está relacionada com o desenvolvimento de atividades clínicas. O usuário do serviço, na concepção dos trabalhadores, é tido, por vezes, como sujeito e, por outras, como objeto. Os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde não se constituem enquanto projeto pensado dos trabalhadores. Propõe-se a aproximação da enfermeira a atividades clínicas e ao acolhimento aos usuários.
Abstract This study analyzes the work by a Family Health Program (FHP) team, identifying the potential for developing receptiveness by the team and fostering links between the health professionals and clients. This was a case study with a qualitative approach. The data were collected through free observation, a semi-structured interview, and documents. A dialectic approach was used to analyze the material. A relationship was observed between the organization of the work process and the achievement of receptiveness and links to clients. There are gaps in receptiveness to health services clients, especially in the openness to demand, accountability for the population’s health problems, and encouragement for client autonomy. Production of links is related to the development of clinical activities. According to FHP team members, health services clients are viewed alternately as subjects and objects. The principles and guidelines of the Unified National Health System (SUS) do not represent a project as conceived by the health professionals. The study concludes by proposing greater nursing staff involvement in clinical activities and receptiveness to users of the program.
Contido em Cadernos de saúde pública = Reports in public health. Rio de Janeiro. Vol. 20, n. 6 (nov./dez. 2004), p. 1487-1494
Assunto Acesso aos serviços de saúde
Avaliação dos serviços
Programa Saúde da Família.
Serviços básicos de saúde
[en] Basic health services
[en] Community health services
[en] Health services accessibility
[en] Services evaluation
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/49516
Arquivos Descrição Formato
000490986.pdf (72.60Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.