Repositório Digital

A- A A+

Evolution of uterine cervical cancer mortality from 1979 to 1998 in the state of Rio Grande do Sul, Brazil

.

Evolution of uterine cervical cancer mortality from 1979 to 1998 in the state of Rio Grande do Sul, Brazil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Evolution of uterine cervical cancer mortality from 1979 to 1998 in the state of Rio Grande do Sul, Brazil
Outro título A evolução da mortalidade por câncer de colo de útero entre 1979 e 1998 no Rio Grande do Sul, Brasil
Autor Kalakun, Luciane
Bozzetti, Mary Clarisse
Resumo A mortalidade por câncer de colo de útero tem diminuído em países desenvolvidos. Entretanto, no Brasil, os dados apontam o câncer de colo de útero como uma das mais freqüentes causas de morte por neoplasia em mulheres, estando em quarto lugar no Rio Grande Sul. Este estudo do tipo série-temporal analisa a mortalidade por câncer de colo de útero e a evolução deste fenômeno no Rio Grande do Sul, no período entre 1979 e 1998. Os dados foram extraídos do Sistema de Informação sobre Mortalidade. Coeficientes de mortalidade padronizados foram analisados por meio de regressão linear simples. Estimou-se o impacto da mortalidade por esta causa sobre a duração de vida esperada para esta população utilizando-se o cálculo dos Anos Potenciais de Vida Perdidos (APVP). Observou-se uma tendência linear positiva dos coeficientes de mortalidade padronizados com incremento anual de 0,17, e o coeficiente anual médio dos óbitos no período foi de 7,58/ 100 mil. Esta doença foi responsável por uma média de 21,9±1,33 APVP. Assim, apesar do câncer de colo de útero ser uma doença prevenível e curável, observa-se um aumento de mortalidade por esta causa, sugerindo falhas nos programas de rastreamento desta doença.
Abstract A decrease in uterine cervical cancer (CC) mortality has been observed in developed countries. However, mortality data in Brazil suggest that CC is one of the most frequent causes of cancer death in women; it is the fourth cause of death from cancer in women in Rio Grande Sul State. A time-trend ecological study was performed to analyze CC mortality trends in Rio Grande do Sul from 1979 to 1998. Data were collected from the Mortality Information System, Brazilian Ministry of Health (DATASUS). Standardized mortality ratios were calculated and linear regression was used for time-trend analysis. The impact of cervical cancer death on life expectancy was also estimated for the study population using potential years of life lost (PYLL). Standardized mortality ratios during the study period revealed a positive linear trend of 0.17, and the mean annual mortality rate was 7.58/100,000. Cervical cancer accounted for 21.9 ± 1.33 PYLL during the period. In conclusion, although CC is a preventable and curable disease, an increase is observed in mortality from this cause in Rio Grande do Sul State, which may suggest failure in screening programs for cervical cancer.
Contido em Cadernos de saúde pública. Rio de Janeiro. Vol. 21, n. 1 (jan.-fev. 2005), p. 299-309
Assunto Mortalidade feminina
Neoplasias do colo do útero
Saúde da mulher
[en] Cervical intraepithelial neoplasia
[en] Mortality
[en] Women's health
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/49522
Arquivos Descrição Formato
000524567.pdf (183.9Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.