Repositório Digital

A- A A+

Estudo da sobrevida de pacientes com câncer de mama atendidas no hospital da Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul

.

Estudo da sobrevida de pacientes com câncer de mama atendidas no hospital da Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo da sobrevida de pacientes com câncer de mama atendidas no hospital da Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul
Outro título Survival study of breast cancer patients treated at the hospital of the Federal University in Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brazil
Autor Moraes, Anaelena Bragança de
Zanini, Roselaine Ruviaro
Turchiello, Marcelo Scalvenzi
Riboldi, João
Medeiros, Lídia Rosi de Freitas
Resumo O objetivo deste estudo retrospectivo de base hospitalar foi descrever as condições de saúde e estimar a sobrevida de 252 pacientes, com diagnóstico prévio de câncer de mama, tratadas e acompanhadas no Ambulatório de Mastologia do Hospital Universitário de Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, no período de 1980 a 2000. Para a análise estatística foram utilizados o estimador de Kaplan-Meier e o modelo de Cox. A idade média das pacientes foi 54 anos, sendo que 73,4% apresentaram diagnóstico histológico de carcinoma ductal invasor, 63,9% não apresentaram comprometimento dos linfonodos regionais e 57,6% encontravamse no estadiamento clínico II. Ao final do estudo, 64,7% das mulheres estavam vivas e sem câncer de mama, e 5,1% morreram por outra causa. A sobrevida estimada em 5 anos, foi de 87,7%, sendo os fatores prognósticos associados: tamanho do tumor (RR = 12,03; > 5cm), comprometimento (RR = 3,08; N1) e número de linfonodos ressecados (RR = 4,66; Nenhum), receptor de estrógeno (RR = 0,34) e c-erbB-2 (RR = 2,51). Com base nos achados deste estudo, destaca-se a importância de ações intensivas de orientação para implementar o rastreamento do câncer de mama, levando a diagnósticos em estádios precoces dessa neoplasia.
Abstract This retrospective hospital-based study aimed to describe health conditions and to estimate the survival of 252 patients diagnosed with breast cancer and treated at the Mastology Outpatient Clinic at the University Hospital of the Federal University in Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brazil, from 1980 to 2000. Analysis followed the Kaplan-Meier and Cox model.Mean age was 54, and 73.4% of the patients had a histological diagnosis of invasive ductal carcinoma, 63.9% showed no lymph node involvement, and 57.6% were clinical stage II. At the end of the study, 64.7% were alive and free of breast cancer and 5.1% had died of other causes. Fiveyear survival was 87.7% for all women, and prognostic factors associated with survival were tumor size (HR = 12.03; > 5cm), lymph node involvement (HR = 3.08; N1) and number (HR = 4.66; None), and estrogen (HR = 0.34) and c-erbB-2 (HR = 2.51) receptors. Based on the results, intensive awareness-raising campaigns are vitally important for implementing breast cancer screening to achieve early diagnosis.
Contido em Cadernos de saúde pública. Rio de Janeiro. Vol. 22, n. 10 (out. 2006), p. 2219-2228
Assunto Estatistica aplicada : Medicina
[en] Breast neoplasms
[en] Delivery of health care
[en] Survival analysis
[en] Women's health
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/49527
Arquivos Descrição Formato
000554805.pdf (147.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.