Repositório Digital

A- A A+

Transtornos mentais em comunidade atendida pelo Programa Saúde da Família

.

Transtornos mentais em comunidade atendida pelo Programa Saúde da Família

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Transtornos mentais em comunidade atendida pelo Programa Saúde da Família
Outro título Mental disorders in a community assisted by the Family Health Program
Autor Gonçalves, Daniel Maffasioli
Kapczinski, Flávio Pereira
Resumo O objetivo principal deste estudo é estimar a prevalência de transtornos mentais de humor, ansiedade e somatização (THAS) utilizando o Self-Reporting Questionnaire- 20 Itens (SRQ-20) em comunidade atendida pelo Programa Saúde da Família (PSF) em Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil. Objetivo secundário é verificar a associação de THAS com variáveis demográficas. Todos os moradores da área do PSF avaliada maiores de 14 anos foram convidados a participar. A amostra total analisada foi composta de 1.122 indivíduos. A prevalência encontrada de THAS foi de 38% (IC95%: 35,12-40,88). Sexo feminino, baixa escolaridade e situação ocupacional desfavorável mostraram associação independente com THAS. A alta prevalência de THAS na área estudada demonstra a importância destes transtornos em termos de saúde pública, e pode trazer alguma contribuição para o entendimento da alta incidência de mortalidade por suicídio verificada em Santa Cruz do Sul na última década (4,66 vezes maior que a incidência nacional). Incluir o tema saúde mental nas metas e prioridades do PSF no Brasil é muito importante.
Abstract The first objective of this study was to estimate the prevalence of mood, anxiety, and somatoform disorders (MASD) using the screening tool Self-Reporting Questionnaire-20 Items (SRQ-20) in a community assisted by the Family Health Program (FHP) in Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul, Brazil. The second goal was to verify associations between demographic variables and MASD. We invited all residents ≥ 14 years of age to participate. The total sample consisted of 1,122 subjects. MASD prevalence was 38% (95%CI: 35.12-40.88). Female gender, low schooling, and unemployment were independently associated with MASD. The high prevalence of MASD observed in this study confirms the relevance of these disorders for public health planning, and could also help explain the high suicide rate in Santa Cruz do Sul in the last decade (4.66 times the national rate). Finally, the study highlights the importance of including mental health in the FHP priority agenda in Brazil.
Contido em Cadernos de saúde pública. Rio de Janeiro. Vol. 24, n. 7 (jul. 2008), p. 1641-1650
Assunto Programa Saúde da Família
Saúde mental
Transtornos mentais
[en] Family Health Program
[en] Mental disorders
[en] Mental health
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/49592
Arquivos Descrição Formato
000715922.pdf (108.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.