Repositório Digital

A- A A+

Qualidade do processo da assistência pré-natal : unidades básicas de saúde e unidades de estratégia saúde da família em município no sul do Brasil

.

Qualidade do processo da assistência pré-natal : unidades básicas de saúde e unidades de estratégia saúde da família em município no sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Qualidade do processo da assistência pré-natal : unidades básicas de saúde e unidades de estratégia saúde da família em município no sul do Brasil
Outro título Quality of prenatal care : traditional primary care and Family Health Strategy units in a city in southern Brazil
Autor Anversa, Elenir Terezinha Rizzetti
Dal Pizzol, Tatiane da Silva
Bastos, Gisele Alsina Nader
Nunes, Luciana Neves
Resumo O processo da atenção pré-natal em unidades básicas de saúde tradicionais (UBS) e unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF) foi avaliado em Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil. Foram entrevistadas 795 puérperas que realizaram pré-natal nas UBS ou ESF. Utilizou-se quatro níveis de qualidade: nível 1 (índice de Kessner modificado por Takeda); nível 2, que adiciona ao nível 1 procedimentos clinico-obstétricos; nível 3, que acrescenta ao nível 1 exames laboratoriais; e nível 4, que considera todos os parâmetros anteriores. A atenção pré-natal realizada na ESF foi superior a das UBS em todos os níveis, com diferenças estatisticamente significativas nos níveis 1 e 2. As gestantes da ESF receberam mais orientações. A atenção pré-natal foi favorável à ESF, devendo ser melhorada em relação aos procedimentos e exames, a fim de aprimorar a assistência pré-natal e fortalecer a atenção primária à saúde.
Abstract Prenatal care in traditional primary care units (UBS) and Family Health Strategy units (ESF) was evaluated by a cross-sectional study from July 2009 to February 2010 in Santa Maria, Rio Grande do Sul State, Brazil. Seven hundred and ninety-five postpartum women who had received prenatal care in either of the two types of units were interviewed. Four quality levels were used: level 1 (Kessner index modified by Takeda); level 2, which adds clinical obstetric procedures to level 1; level 3, which adds laboratory tests to level 1; and level 4, which includes all the above parameters. Prenatal care in the Family Health Strategy was superior to that of traditional primary care at all levels, with statistically significant differences in levels 1 and 2. Pregnant women received more guidance and prenatal care was superior in the Family Health Strategy. The study favored the Family Health Strategy, but improvement is still needed in the performance of procedures and laboratory tests in order to enhance prenatal care and strengthen primary care.
Contido em Cadernos de saúde pública = Reports in public health. Vol. 28, n. 4 (abr. 2012), p. 789-800
Assunto Assistência pré-natal
Saúde da família
[en] Family health
[en] Prenatal care
[en] Primary health care
[en] Quality of health care
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/49604
Arquivos Descrição Formato
000827221.pdf (93.11Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.