Repositório Digital

A- A A+

Socioeconomic, demographic and nutritional factors associated with maternal weight gain in general practices in Southern Brazil

.

Socioeconomic, demographic and nutritional factors associated with maternal weight gain in general practices in Southern Brazil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Socioeconomic, demographic and nutritional factors associated with maternal weight gain in general practices in Southern Brazil
Outro título Fatores socioeconômicos, demográficos e nutricionais associados com ganho de peso gestacional em unidades básicas de saúde no Sul do Brasil
Autor Drehmer, Michele
Camey, Suzi Alves
Schmidt, Maria Inês
Olinto, Maria Teresa Anselmo
Giacomello, Andressa
Buss, Caroline
Melere, Cristiane
Hoffmann, Juliana
Manzolli, Patricia Portantiolo
Soares, Rafael Marques
Ozcariz, Silvia
Nunes, Maria Angelica Antunes
Resumo Para caracterizar o ganho ponderal gestacional e sua associação com estado nutricional pré-gestacional e fatores relacionados à gravidez, realizou-se estudo de coorte com gestantes arroladas consecutivamente entre a 16a e a 36a semanas, e seguidas até o parto em serviços da rede básica de saúde do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Informações do peso da gestante em cada consulta de pré-natal foram obtidas. Ganho de peso foi classificado conforme o Instituto de Medicina dos Estados Unidos. Regressão de Poisson com variância robusta foi utilizada. Incidências de ganho de peso insuficiente e excessivo das 667 gestantes foram de 25,8% e 44,8%, respectivamente. Gestantes com sobrepeso e obesidade pré-gestacional apresentaram risco para ganho ponderal excessivo (RR: 1,75; IC95%: 1,48-2,07 e RR: 1,55; IC95%: 1,23-1,96). Gestantes com menos de seis consultas de pré-natal tiveram risco de 52% de ganhar peso insuficiente. Embora o ganho ponderal insuficiente persista como um problema de saúde pública, o ganho excessivo está se configurando como uma questão que precisa de atenção imediata nos serviços de pré-natal.
Abstract In order to describe adequacy of weight gain during pregnancy and its association with pre-pregnancy nutritional status and other factors, a cohort study of pregnant women enrolled at 16-36 weeks of gestation and followed up until delivery was carried out in prenatal care in primary care services in Rio Grande do Sul State, Brazil. Maternal weight was recorded at each prenatal care visit. Weight gain was classified as “adequate,” “insufficient” or “excessive” (Institute of Medicine). Poisson regression was used to measure the associations. The sample was comprised of 667 women, and insufficient and excessive weight gain incidences were 25.8% and 44.8%, respectively. Overweight and obese before pregnancy had a significant increased risk of excessive weight gain in pregnancy (RR: 1.75; 95%CI: 1.48-2.07, RR: 1.55; 95%CI: 1.23-1.96, respectively). Women with fewer than six prenatal visits had a 52% increased risk for weight gain below recommended values. Although insufficient weight gain may still be a public health problem, excessive gain is becoming a concern that needs immediate attention in prenatal care.
Contido em Cadernos de saúde pública. Rio de Janeiro. Vol. 26, no. 5 (maio 2010), p. 1024-1034
Assunto Estatística aplicada
Nutricao : Gestantes
[en] Maternal nutrition
[en] Nutritional status
[en] Pregnancy
[en] Weight gain
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/49610
Arquivos Descrição Formato
000747440.pdf (157.4Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.