Repositório Digital

A- A A+

Relações entre violência doméstica e agressividade na adolescência

.

Relações entre violência doméstica e agressividade na adolescência

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Relações entre violência doméstica e agressividade na adolescência
Outro título The relationship between family violence and teenage aggressiveness
Autor Meneghel, Stela Nazareth
Giugliani, Elsa Regina Justo
Falceto, Olga Garcia
Resumo Este é um estudo exploratório sobre violência doméstica realizado na cidade de Porto Alegre, com alunos de duas escolas: uma pública e outra particular. Foram entrevistadas 76 famílias, 36 com adolescentes considerados agressivos pelos professores e quarenta com aqueles não agressivos, perfazendo um total de 213 pessoas. A punição física grave, freqüente ou ocasional, foi um acontecimento presente em mais da metade da amostra: 41 relatos – 53,9%. Um terço dos relatos (37%) ocorreu na escola particular, e praticamente o dobro, na escola pública (67%). Porém, episódios graves e freqüentes estiveram presentes em proporções semelhantes em ambas as escolas. A relação entre agressividade na adolescência e punição física grave foi estatisticamente significativa. Isto significa que adolescentes agressivos foram mais punidos que os não agressivos (razão de chances = 4,3). A prevalência de abuso físico foi maior nos adolescentes do sexo masculino, mais velhos, na presença de violência entre irmãos, procedentes de famílias de baixa renda e rígidas. Este estudo mostrou que a punição física é um comportamento mais difundido na sociedade do que se poderia imaginar.
Abstract The following is an exploratory study on family violence in two different schools, public and the other private, Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Seventy-six families were interviewed, 36 with adolescents classified as aggressive by teachers and 40 with non-aggressive adolescents. Total number of subjects was 213. Physical and severe violence, frequent or occasional, was present in more than half of the sample: 41 reports – 53.9%. A third of the cases occurred in the private school (37%), with twice as many in the public school (63%). However, rates of severe or frequent episodes were similar in both schools. The relationship between violent behavior by teenagers and physical punishment by parents was significant. That is, aggressive adolescents were punished more than non-aggressive ones (odds ratio = 4.3). Prevalence of physical abuse was higher in the older, male teenager group, in the presence of sibling aggression, and in lowincome and dysfunctional families. The study shows that physical abuse is more present in society than we would like to imagine.
Contido em Cadernos de saúde pública. Rio de Janeiro. Vol. 14, n. 2 (abr./jun. 1998), p. 327-335
Assunto Adolescente
Agressão
Agressividade
Saúde escolar
Violência doméstica
[en] Adolescence
[en] Battered adolescents
[en] Domestic violence
[en] School health
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/49656
Arquivos Descrição Formato
000332409.pdf (62.97Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.