Repositório Digital

A- A A+

A organização tecnológica do trabalho dos enfermeiros na produção de cuidados em unidades de pronto atendimento de Porto Alegre/RS

.

A organização tecnológica do trabalho dos enfermeiros na produção de cuidados em unidades de pronto atendimento de Porto Alegre/RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A organização tecnológica do trabalho dos enfermeiros na produção de cuidados em unidades de pronto atendimento de Porto Alegre/RS
Autor Gehlen, Graciela Cabreira
Orientador Lima, Maria Alice Dias da Silva
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem.
Assunto Cuidados de enfermagem
Serviços de enfermagem
Serviços de saúde
Socorro de urgência
[en] Emergency medical services
[en] Health care services
[en] Nursing services
[en] Prehospital care
[en] Urgent help
[es] Asistencia pré-hospitalar
[es] Servicios de enfermería
[es] Servicios de salud
[es] Servicios médicos de emergência
[es] Socorro de urgencia
Resumo O estudo tem por objetivos analisar a organização tecnológica do trabalho dos enfermeiros na produção do cuidado em Unidades de Pronto Atendimento, analisar as atividades dos enfermeiros, descrevendo a constituição da dimensão assistencial e gerencial no seu processo de trabalho; identificar o objeto do cuidado e a finalidade do trabalho dos enfermeiros e identificar os saberes tecnológicos e o conjunto de instrumentos utilizados pelos enfermeiros na produção de cuidados em Unidades de Pronto Atendimento (UPA). A estratégia de investigação foi à pesquisa de métodos mistos, do tipo explanatório sequencial. Na etapa quantitativa foi utilizado um questionário para a coleta de dados com 47 enfermeiros e, na etapa qualitativa, foi utilizada a técnica de observação por amostragem de eventos, referente às atividades dos enfermeiros em uma unidade de pronto atendimento selecionada. Os dados quantitativos foram analisados com o auxílio do Programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), pela utilização de técnicas da estatística descritiva. Os dados qualitativos foram analisados pela técnica de Análise Temática de Conteúdo, contemplando os núcleos de sentido que compõem a comunicação e interpretação dos seus significados. O agrupamento dos dados quantitativos e qualitativos originou quatro núcleos de análise: trabalho dos enfermeiros, finalidade do trabalho dos enfermeiros, instrumentos de trabalho dos enfermeiros e os desafios e perspectivas do trabalho dos enfermeiros nos serviços de pronto atendimento. Na dimensão assistencial do trabalho destacaram-se as atividades de acolhimento com avaliação e classificação de risco e o registro dos dados clínicos em prontuários, caracterizados pelo atendimento partindo da queixa, com aprofundamento, enriquecendo a conduta, contudo as intervenções de enfermagem não extrapolaram seu caráter instrumental. Na dimensão gerencial do trabalho as atividades de distribuição de tarefas entre a equipe de enfermagem, o dimensionamento de pessoal da enfermagem, a organização de escalas de trabalho da enfermagem e o preenchimento de relatórios referentes ao seu trabalho são as práticas desenvolvidas com muita frequência pelos enfermeiros nessa realidade de trabalho. As ações de gerência do cuidado visam à previsão e provisão de recursos para produção do cuidado, por meio da organização e divisão do trabalho da equipe de enfermagem. O encaminhamento dos usuários a níveis adequados de assistência foi apontado pelos enfermeiros como a principal finalidade do seu trabalho nas unidades de pronto atendimento, seguido das finalidades de prestar o atendimento clínico ao usuário, prestar a assistência ao usuário em situação de urgência e de recuperar a saúde, tratando doenças e agravos. Os instrumentos mais utilizados pelos enfermeiros foram o julgamento e tomada de decisão clínica, a escuta, vínculo e acolhimento, os equipamentos para realização de procedimentos, o conhecimento clínico e o protocolo que orienta a classificação de risco. A resolução de problemas que não são de sua responsabilidade e o volume de atendimento da unidade são as principais dificuldades para o desenvolvimento do trabalho. As variáveis referentes à prática clínica foram identificadas como um potencial para a instrumentalização na tomada de decisão, colaborando para a produção de cuidados.
Abstract This study aims at analyzing the technological organization of nurses’ work, focusing on the production of health care in Emergency Units, as well as the activities performed by nurses. This research also aims at describing how the aid and management dimensions of nurses’ work are developed, with the goal of identifying the object of care and the purpose of nurses’ work, pointing out the technological knowledge and the instruments used by nurses to produce health care in Emergency Units. The investigation strategy was based on the Mixed Methods of Research, such as sequential explanatory. During the quantitative part of the research, a questionnaire was given to 47 nurses as a means of collecting data. During the qualitative part, the technique of sample rate events observation was used to follow nurses’ activities in an Emergency Unit previously selected. The quantitative data was analyzed by the Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) program, using techniques from descriptive statistics. The qualitative data was analyzed by the technique of theme content analysis, prioritizing the meaning cells which compose the communication and interpretation of their meanings. The grouping of quantitative and qualitative data gave origin to four analysis cells: Nurses’ Work, the Objective of Nurses’ Work, Instruments of Nurses’ Work and Challenges and Perspectives of Nurses’ Work at Emergency Units. In the aid dimension of nurses’ work, activities of admission and rating of life risk and the registration of clinical data on patients’ charts stand out, characterized by the service performed from patient’s complain, making the process of admission more reliable. However, the nurses’ interventions do not go beyond its instrumental character. In the management dimension of nurses’ work, the activities of chores distribution among the team of nurses, the distribution of people in the Emergency Units, the organization of shifts and turns and the filling of reports concerning the work are very popular practices among nurses in the Emergency Units. The actions of managing the health care try to predict and provide resources to produce this care by organizing and dividing the work. The actions to analyze the patient’s situation and provide follow up medical procedures was pointed by nurses as being the main objective of their work in Emergency Units, followed by the objective of providing clinic care to patients, proving medical attention to patients in emergency and recovery situations, by treating illnesses and injuries. The most used instruments by nurses were clinic judgment and decision-making, listening, bonding and acceptance, procedure equipments, clinic knowledge and the protocol which guides the risk rating. The solution to problems which do not concern nurses’ work and the amount of patients in Emergency Units were mentioned as the main difficulties to develop their work. The variables referring to clinical practice were identified as a potential to provide instruments during decision-making moments, collaborating to produce health care.
Resumen El estudio tiene por objetivos analizar la organización tecnológica del trabajo de los enfermeros en la producción del cuidado en unidades de pronto atendimiento (urgencias), analizar las actividades de los enfermeros, describiendo la constitución de la dimensión asistencial y gerencial en su proceso de trabajo; identificar los saberes tecnológicos y el conjunto de instrumentos utilizados por los enfermeros en la producción de cuidados en las unidades de pronto atendimiento (urgencias). La estrategia de investigación fue por métodos mistos, del tipo explanatorio sequencial. En la etapa cuantitativa fue realizado el cuestionario como técnica de colecta de datos con 47 enfermeros y en la etapa cualitativa, fue realizada la técnica de observación por amostraje de eventos relacionados a las actividades de los enfermeros en una unidad de pronto atendimiento (urgencia) selecionada. Los datos cuantitativos fueron analizados en el programa Programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), por la utilización de técnicas de estatística descriptiva. Los datos cualitativos fueron analizados por la técnica del análisis de conteúdo temático, contemplando los núcleos de sentido que componen la comunicación e interpretación de sus significados. El agrupamiento de los datos cuantitativos y cualitativos originó cuatro núcleos de análisis: trabajo de los enfermeros, finalidad del trabajo de los enfermeros, instrumentos de trabajo de los enfermeros y los desafíos y perspectivas del Trabajo de los Enfermeros en los servicios de Pronto Atendimiento (urgencias). En la dimensión asistencial del trabajo se destacan las actividades de acogida con evaluación y clasificación de riesgo y el registro de datos clínicos en prontuarios, caracterizados por el atendimiento partiendo de la queja, con aprofundación, enriqueciendo la conducta, sin embargo las intervenciones de enfermería no extrapolaron su carácter instrumental. En la dimensión gerencial del trabajo las actividades de distribución de tarefas entre el equipo de enfermeros, el dimensionamiento de personal de enfermería, la organización de escalas de trabajo de enfermería y el relleno de relatorios referentes a su trabajo son prácticas desarrolladas con mucha frecuencia por los enfermeros en el pronto atendimiento (urgencias). Las acciones de gerencia del cuidado visan la provisión de recursos para la producción del cuidado, por medio de la organización y división del trabajo de equipo de enfermeros. El encaminamiento de los usuários a los locales adecuados de asistencia fue apuntado por los enfermeros como la principal finalidad de su trabajo en las unidades de pronto atendimiento (urgencia), acompañado de las finalidades de prestar el atendimiento clínico ao usuario, prestar asistencia al usuario en situación de urgencia y de recuperar la salud, tratando las enfermedades y agravios. Los instrumentos más utilizados por los enfermeros fueron el juicio y la tomada de decisión clínica, la escucha, vínculo y acogida, los equipamientos para la realización de los procedimientos, el conocimiento clínico y el protocolo que orienta la Classificacíón de Riesgo. La resolución de problemas sin relación a su trabajo y el volumen de atendimiento de la unidad aparecen como las principales dificultades para el desarrollo del trabajo. Las variables referentes a la práctica clínica fueron identificándose como un potencial para la instrumentalización en las tomadas de decisión, colaborando en la producción de los cuidados.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/49687
Arquivos Descrição Formato
000850883.pdf (2.329Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.