Repositório Digital

A- A A+

Narrativas identitárias e educação : os surdos negros na contemporaneidade

.

Narrativas identitárias e educação : os surdos negros na contemporaneidade

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Narrativas identitárias e educação : os surdos negros na contemporaneidade
Autor Furtado, Rita Simone Silveira
Orientador Karnopp, Lodenir Becker
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Diferença
Narrativa
Negros
Surdo
[en] Black deaf culture
[en] Difference
[en] Representation
Resumo O título da presente Dissertação de Mestrado realizada, na linha de Pesquisa Estudos Culturais em Educação é, Narrativas Identitárias e Educação: Os Surdos Negros na Contemporaneidade. Objetiva investigar questões referentes à “dupla diferença”, tendo, como foco de análise, narrativas de surdos negros e os significados de ser “duplamente diferentes”. Busco nesta pesquisa conhecer as narrativas de surdos negros, concebidos aqui como sujeitos “duplamente diferentes”, pois trazem consigo representações e estereótipos produzidos culturalmente, sendo transmitidas às próximas gerações através da linguagem. Ao realizar as análises busco aporte teórico em autores como Amaral (2004, 1998), Lobo (2008), Skliar (2005), Gallo (2005), Rodrigues (2008) e outros, os quais realizam pesquisas e discussões sobre estas temáticas. A fim de conhecer como os surdos negros se narram, realizo análise dos perfis dos alunos do Curso de Licenciatura em Letras- Libras, turma 2008. Perfis esses que são postados pelos alunos no Espaço Virtual de aprendizagem do Curso. Realizo também, entrevistas com alguns surdos negros, alunos desse Curso e com alunos de escolas de surdos localizadas em Porto Alegre. Durante o texto abordo questões relacionadas à diferença, deficiência, concepções de surdez, cultura(s) surda(s), estereótipos e as desigualdades sociais existentes no Brasil entre negros e brancos. Ao analisar os materiais empíricos foi possível evidenciar que a maioria dos surdos negros entrevistados durante a pesquisa afirma não ter passado por situações em que o preconceito por serem surdos negros foi “escancarado”; no entanto, há aqueles que relatam que já foram discriminados por serem “duplamente diferentes”. Há ainda surdos negros que reconhecem a “dupla diferença”; mas, afirmam que as duas não formam um todo e não constituem uma unidade. Explicam que a dupla diferença é marcada, que o preconceito ocorre sim, mas é algo que não é explícito e não aparece em um único bloco, por serem surdos negros. Mas em alguns momentos e com algumas pessoas o preconceito ocorre porque são surdos; em outros, porque são negros. No que se refere à análise dos perfis, não foi possível encontrar nesse Espaço Virtual perfis em que os alunos se autodeclaram negros. Assim, esse é um local que eles se identificam como surdos somente. Possivelmente há surdos negros, mas não é possível encontrá-los através do perfil. Cabe salientar, que praticamente todos iniciam suas apresentações identificando-se como surdos, sem mencionar a questão da negritude.
Abstract The title of this Master's Thesis that was developed on line of Cultural Studies in Education Research is Narratives of Identity and Education: The Deaf and Black people in the Contemporaneity. The main objective is to investigate points regarding the “double difference”, and, as the focus of analysis, narratives of black deaf and meanings of being “doubly different”. In this research I seek to know the stories of black deaf, designed here as subjects “doubly different”, because they bring with them representations and stereotypes culturally produced that are transmitted to subsequent generations through language. When performing analysis on authors, I seek theoretical support in authors such as Amaral (2004, 1998), Lobo (2008), Skliar (2005), Gallo (2005), Rodrigues (2008) and others, which conduct research and discussions on these topics. In order to know how the deaf black are telling about themselves, I perform analysis of the students profiles from the Bachelor Studies of Letras-Libras (Brazilian Sign Language), class 2008. These profiles that are posted by students in the Virtual Learning Space from the Course. I conducted also interviews with some deaf black students in this course and students in deaf schools located in Porto Alegre. In this the text I approach issues related to the difference, disability, conceptions of deafness, culture(s) deaf, stereotypes and social inequalities in Brazil between blacks and whites. When analyzing the empirical material it was possible to show that the majority of deaf black respondents during the survey say they have experienced situations in which prejudice because they are deaf blacks was "wide open"; however, there are those who report that they have been discriminated against for being "doubly different". There is still deaf dark that recognize the "double difference", but they said the two differences do not make a whole and does not constitute a unit. They explain that the double difference is marked, that prejudice is yes, but it is something that is not explicit and does not appear in a single block, being deaf and black. But at some times and some people the bias occurs because they are deaf, and in others because they are black. As regards the analysis of the profiles, we couldn’t find in Virtual Space profiles in which the students call themselves black. So this is a place that they identify themselves as deaf only. Possibly there is black deaf, but you cannot find them through the profile. It should be noted that virtually all presentations start identifying themselves as deaf, not to mention the question of blackness.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/49810
Arquivos Descrição Formato
000837880.pdf (854.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.