Repositório Digital

A- A A+

Trabalho e desenvolvimento territorial na Amazônia oriental : a experiência da rede de desenvolvimento rural do baixo Tocantins (PA)

.

Trabalho e desenvolvimento territorial na Amazônia oriental : a experiência da rede de desenvolvimento rural do baixo Tocantins (PA)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Trabalho e desenvolvimento territorial na Amazônia oriental : a experiência da rede de desenvolvimento rural do baixo Tocantins (PA)
Autor Souza, Armando Lírio de
Orientador Filippi, Eduardo Ernesto
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Agricultura familiar
Amazônia
Desenvolvimento rural
Desenvolvimento territorial
Movimentos sociais
Trabalhadores rurais
[en] Agriculture family
[en] Rural development
[en] Territory
[en] Work
Resumo Trata-se de um estudo sobre a formação sócio espacial e da rede de desenvolvimento rural do território do Baixo Tocantins no Estado do Pará – Amazônia Oriental. O objeto de análise é o contexto de organização dessa rede de desenvolvimento rural e a caracterização da dinâmica produtiva e socioambiental do Baixo Tocantins, tendo como eixo metodológico a articulação dos temas trabalho, território e desenvolvimento (noção de longa duração e curta duração). De certa maneira, tentar compreender as formas de socialização dos indivíduos por meio da constituição de suas identidades e participação no processo de desenvolvimento. O objetivo é investigar as estratégias das organizações do movimento social dos trabalhadores rurais em conjunto com organizações governamentais e não governamentais na constituição de um arranjo institucional em prol de um projeto alternativo para a agricultura familiar no Estado do Pará, ao longo das décadas de 1990 e 2000, mais precisamente a experiência do projeto de valorização das frutas regionais e suas repercussões na região do Baixo Tocantins. Observase, nas duas últimas décadas, o surgimento de organizações associativistas (agroindústria familiar e redes sociais de agricultores familiares), portanto, a estruturação de uma nova lógica de reprodução econômica e social (reprodução da vida material). Isso gerou novas estratégias no sistema de produção familiar e no sistema de comercialização, por meio de maior integração ao mercado, em decorrência do surgimento de demanda no mercado nacional e internacional por uma fruta nativa, o açaí. A problemática central reside no significado das organizações associativistas serem representativas de um papel de mecanismo de gestão da força de trabalho ou se há possibilidade de configurar como uma estratégia política de resistência no interior do modo de produção capitalista, portanto, constituir-se em um campo de autonomia aos trabalhadores.
Abstract It is a study on the formation of spatialand social network for rural development of the territory of the Lower Tocantins, Pará - Amazônia Oriental. The object of analysis is the context of organization of this network of rural development and characterization of the dynamics and socio-productive Lower Tocantins, taking as its methodological articulation of the themes work, planning and development (long time and short time). In a way, trying to understand the forms of socialization of individuals through the establishment of their identities and participation in the development process. The goal is to investigate the strategies of social movement organizations of rural workers in conjunction with governmental and nongovernmental organizations in establishing an institutional arrangement in favor of an alternative design for the family farm in Para State, over the decades of 1990 and 2000, specifically the experience of the enhancement project of regional fruits and its repercussions in the Lower Tocantins. It can be seen in the last two decades, the emergence of associative organizations (agribusiness family and social networks of family farmers), so the structuring of a new logic of economic and social reproduction (reproduction of material life). This has led to new strategies in the system of household production and marketing system through greater market integration, due to the emergence of demand in domestic and international markets by a native fruit, açaí. The central problem lies in the meaning of associative organizations are representative of a role management mechanism of the labor force or whether it is possible to set up as a political strategy of resistance within the capitalist mode of production, therefore, be in a field autonomy to workers.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/49830
Arquivos Descrição Formato
000828693.pdf (4.570Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.