Repositório Digital

A- A A+

Microsseguro : análise do mercado e perspectivas para o desenvolvimento do microsseguro de vida no estado do Rio Grande do Sul

.

Microsseguro : análise do mercado e perspectivas para o desenvolvimento do microsseguro de vida no estado do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Microsseguro : análise do mercado e perspectivas para o desenvolvimento do microsseguro de vida no estado do Rio Grande do Sul
Autor Brand, Luciana Scalabrin
Orientador Monteiro, Sergio Marley Modesto
Data 2011
Nível Mestrado profissional
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Economia.
Assunto Comportamento do consumidor
Mercado
Rio Grande do Sul
Seguro de risco
Seguro de vida
Seguro pessoal
[en] Choices under uncertainty
[en] Insurance
[en] Low-income population
[en] Microinsurance
Resumo O presente trabalho objetiva analisar o mercado e as perspectivas para o desenvolvimento do microsseguro de vida no Estado do Rio Grande do Sul, buscando identificar benefícios e dificuldades no desenvolvimento desta iniciativa no contexto atual. O referencial teórico adotado envolve a análise do comportamento do consumidor sob condições de incerteza e dos modelos de demanda e oferta de seguro e de microsseguro. Os modelos e as experiências internacionais sobre o tema e a contextualização do arcabouço legal e estrutural do mercado de seguros de vida no país foram analisados para, ao final, apresentar uma simulação de uma operação de microsseguro de vida no Rio Grande do Sul. O seguro é a proteção econômica que o indivíduo busca para prevenir-se contra uma necessidade aleatória e a carência de proteção securitária para a população de baixa renda faz nascer o conceito de microsseguro, despertando o interesse das companhias seguradoras. A regularização dos provedores informais de microsseguro, o desenvolvimento de produtos adequados – tanto em coberturas quanto em valores de prêmios, a distribuição eficiente dos produtos e a minimização dos custos de cobrança dos prêmios são questões chaves para o microsseguro e podem ser fatores determinantes para ampliar a taxa de acesso nesse mercado. O resultado da simulação realizada mostrou que, adotando-se uma taxa de acesso média de 5,19%, que corresponde à taxa de acesso média da população em geral aos seguros de vida, os valores são pouco expressivos frente aos prêmios e indenizações consolidados do mercado de seguros para o seguro de vida em grupo no Estado do Rio Grande do Sul. Considerando-se um cenário otimista, caso a taxa média de acesso passasse para 50% do grupo segurável, os prêmios e as indenizações corresponderiam a 22,69% e a 33,25%, respectivamente, do montante observado no mercado de seguros para o seguro de vida em grupo no Estado. Verificou-se que, embora exista demanda potencial para o microsseguro de vida no Estado do Rio Grande do Sul, questões como a forma de distribuição e de cobrança e as regras de constituição e solvência para os provedores de microsseguros ainda devem ser melhor avaliadas. Entende-se como primordial a educação financeira e a conscientização da importância do seguro como instrumento estabilizador para que sejam possíveis maiores taxas de acesso aos seguros de vida, viabilizando a operação e reduzindo em parte a vulnerabilidade da população de baixa renda.
Abstract This study is an analysis of the life microinsurance market and the perspectives for its development in Rio Grande do Sul, seeking to identify the benefits and the difficulties of developing such initiative in the current context. The adopted theoretical reference involves the analysis of consumer behavior under uncertainty and models of demand and supply for insurance and microinsurance. The models and international experiences on the topic, along with legal context and structural framework of the life insurance market in Brazil, were analyzed in order to simulate how microinsurance operations work in Rio Grande do Sul. Insurance is an economic protection that an individual gets in order to provide means for oneself against a random need. The lack of insurance protection for the low income population brings forth the concept of microinsurance, attracting the interest of insurance companies. The regularization of informal microinsurance providers, the development of proper products, both in coverage and premium, the efficient distribution of products and the minimization of premium collection costs are key topics in microinsurance and may be determining factors for such access rate to be expanded in this market. The simulation pointed that, by adopting an average access rate of 5.19%, which corresponds to the average access rate of general population to life insurances, values are not very significant when compared to the consolidated premiums and claims payments of group life insurance in Rio Grande do Sul. Considering an optimistic scenario, in which average access rate is 50% of the insurable group, premiums and claims payments would be, respectively, 22.69% and 33.25% of the amount obtained in group life insurance market in Rio Grande do Sul. Even though there is a potential demand for life microinsurance in Rio Grande do Sul, issues such as distribution, premium collection and rules of constitution and solvency for microinsurance providers still have to be more deeply analized. Financial education and awareness of the importance of insurance are the instruments for stabilization and for delivering higher access rates to life insurance, enabling, thus, the whole operation and partially reducing the vulnerability of the low income population.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/49861
Arquivos Descrição Formato
000837172.pdf (1.289Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.