Repositório Digital

A- A A+

Ecofisiologia da absorção de água por folhas do Pinheiro Brasileiro(Araucauria angustifolia)

.

Ecofisiologia da absorção de água por folhas do Pinheiro Brasileiro(Araucauria angustifolia)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ecofisiologia da absorção de água por folhas do Pinheiro Brasileiro(Araucauria angustifolia)
Autor Cassana, Francine Ferreira
Orientador Dillenburg, Lucia Rebello
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Botânica.
Assunto Araucaria angustifolia
Ecofisiologia vegetal
Teses
Resumo Araucaria angustiolia (Bertol) Ktze., o pinheiro brasileiro, é uma espécie exclusivamente sulamericana, nativa de florestas de altitude no sul do Brasil. Além do característico formato de candelabro das copas destas árvores e o padrão de disposição de forma imbricada das folhas nos ramos, as folhas do pinheiro brasileiro exibem características morfológicas e anatômicas que parecem favorecer a interceptação, penetração e estocagem de água em suas folhas. Considerando os ambientes altos e úmidos que a espécie tipicamente ocupa, o objetivo geral deste trabalho foi investigar existência e relevância do processo de absorção de água por folhas da espécie. Este estudo contemplou experimentos de longo prazo que visaram avaliar a importância da deposição de água sobre as folhas para a ecofisiologia da espécie, através da comparação do crescimento, relações hídricas, estado nutricional e sobrevivência de plantas envasadas submetidas à aspersão periódica de água sobre as folhas e à condições contrastantes de disponibilidade de água no solo. Nossos resultados fornecem fortes indicações de que água e nutrientes são absorvidos pelas folhas de A. angustifolia, e que este processo pode ser tão importante quanto a absorção de água por suas raízes, conferindo uma estratégia ecologicamente relevante para permitir a sua sobrevivência em seu habitat natural, particularmente em situações de baixa disponibilidade de água no solo. Finalmente, experimentos de curto prazo, com aspersão de água marcada com isótopo pesado de hidrogênio (deutério) comprovaram a existência do processo de absorção foliar e, ainda, indicam fortes implicações deste processo nas relações hídricas das plantas.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/49934
Arquivos Descrição Formato
000850544.pdf (1.004Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.