Repositório Digital

A- A A+

Efeito do desenvolvimento corporal da primeira inseminação até o primeiro desmame, no desempenho e descarte até o terceiro parto de fêmeas suínas Landace X large White

.

Efeito do desenvolvimento corporal da primeira inseminação até o primeiro desmame, no desempenho e descarte até o terceiro parto de fêmeas suínas Landace X large White

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeito do desenvolvimento corporal da primeira inseminação até o primeiro desmame, no desempenho e descarte até o terceiro parto de fêmeas suínas Landace X large White
Outro título Effect of live weight development from first ai to first weaning on performance and culling until third farrowing of landrace x large white sows
Autor Lesskiu, Paulo Emílio
Orientador Wentz, Ivo
Co-orientador Bernardi, Mari Lourdes
Bortolozzo, Fernando Pandolfo
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Desempenho reprodutivo : Suínos
Large white
Leitegada : Performance : Desmama
Peso corporal
Reprodução animal : Suínos
Suinos : Landrace
[en] Body weight
[en] Litter size
[en] Reproductive performance
[en] Retention rate
[en] Sows
Resumo O objetivo deste estudo foi verificar a associação do desenvolvimento de peso corporal da 1º inseminação até o 1º desmame com o desempenho reprodutivo, produção de leitões e taxa de descartes até o 3º parto, em 196 primíparas Landrace x Large White, usando modelos de regressão logística. O peso corporal (PC) foi medido na inseminação artificial (IA), 24h após o 1º parto e no dia do desmame. Na 1º IA, primeiro parto e desmame o PC foram em média 140.4 kg, 170.8 kg e 163.7 kg, respectivamente. O intervalo desmame-estro (IDE), o número de leitões nascidos totais no primeiro, segundo e após três partos, e a taxa de descarte até terceiro parto foram, em média 5.7 dias, 12.5, 11.8 e 36.7 leitões nascidos, e 10.2%, respectivamente. O aumento de 10 kg no ganho de peso na primeira prenhes (OR = 0.63), no peso ao 1º parto (OR = 0.63), peso ao 1º desmame (OR = 0.69) e ganho de peso entre a 1º IA e o 1º desmame (OR = 0,67) diminuiu a percentagem de primíparas com longo IDE. Os aumentos da duração da lactação e do número de leitões desmamados foram responsáveis pela, respectivamente, diminuição (OR = 0.79 por dia de lactação) e aumento (OR = 1.45 por leitão desmamado) do percentual de fêmeas com IDE longo. Primíparas com PC <159.5 kg a desmama apresentaram maior taxa de não-parto (TNP) em comparação com porcas com PC >170 kg (OR = 4.73). Porcas com <17.5 kg de ganho entre a 1º IA e o 1º desmame tiveram maior chance (OR = 4,88) de TNP do que fêmeas > 30 kg. Cada dia adicional de lactação diminuiu a TNP (OR = 0.77). As fêmeas com PC <139 kg na 1º IA apresentaram maior porcentagem de leitegadas pequenas no segundo parto (NT2P, OR = 2.00) e após três parições (OR = 3.28) em comparação com aquelas pesando ≥139 kg. Porcas com ganho de peso <25 kg durante a primeira prenhes apresentaram maior chance de NT2P (OR = 3.01), em comparação com porcas ganhando acima de 35 kg. A cada 10 kg de aumento no peso ao primeiro desmame e no ganho de peso entre a 1º IA e o 1º desmame (OR = 0.71 e 0.73, respectivamente) diminuiu a taxa de descarte total, e por razões reprodutivas (OR = 0.57 e 0.61, respectivamente). A taxa de descarte até o 3º parto aumentou em porcas com menores leitegadas a primeira parição. Os resultados mostram que atingir um peso mínimo à 1º IA é importante, mas também deve ser considerado o ganho de peso corporal adequado até o primeiro desmame para melhor desempenho reprodutivo, produtividade, e retenção de matrizes no rebanho.
Abstract The aim of this study was to verify the association of sow body weight development until 1st weaning with the reproductive performance, piglet production and culling rate until 3rd farrowing in 196 Landrace x Large White primiparous sows using logistic regression models. Body weight (BW) was measured at artificial insemination (AI), 24h after farrowing and on the weaning day. At 1st AI, 1st farrowing and 1st weaning the BW was on average 140.4 kg, 170.8 kg and 163.7 kg, respectively. The weaning-to-estrus interval (WEI), the number of piglets born at 1st, 2nd and over three parities, and culling rate until 3rd farrowing were on average 5.7 days, 12.5, 11.8 and 36.7 piglets born, and 10.2%, respectively. Each 10kg increase in weight gain in 1st pregnancy (OR= 0.63), weight at 1st farrowing (OR= 0.63), weight at 1st weaning (OR= 0.69) or weight gain from 1st AI to 1st weaning (OR= 0.67) decreased the percentage of primiparous sows with long WEI. Increasing lactation length and increasing the number of weaned piglets were responsible for respectively decreasing (OR=0.79 per day of lactation) and increasing (OR= 1.45 per piglet weaned) the percentage of sows with long WEI. Sows with <159.5 kg at weaning had higher non-farrowing rate (NFR) compared to sows with >170 kg (OR = 4.73). Sows with <17.5 kg of gain from 1st AI to 1st weaning had higher odds (OR= 4.88) of NFR than sows gaining >30 kg. Each additional lactation day decreased the NFR (OR = 0.77). Females weighing < 139 kg at 1st AI had higher percentages of small number of total born in second parity (STB2, OR= 2.00) and over three parities (OR = 3.28) compared to those weighing ≥139 kg. Sows with weight gain at 1st pregnancy <25 kg had higher odds of STB2 (OR= 3.01) compared to sows gaining >35 kg. Each 10 kg of increase in weight at 1st weaning or in weight gain from 1st AI to 1st weaning decreased the total culling rate (OR= 0.71 and 0.73, respectively) and culling by reproductive reasons (OR= 0.57 and 0.61, respectively). Culling rate until 3rd farrowing was also increased in sows with smaller first litter size. The results show that not only to reach a minimum weight at 1st AI but also to have an adequate body weight gain until 1st weaning is important for the reproductive performance, productivity and retention of sows in the herd.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/49942
Arquivos Descrição Formato
000851744.pdf (940.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.