Repositório Digital

A- A A+

Comparação do perfil de suscetibilidade entre isolados clínicos de candida spp. orais e vulvovaginais no sul do Brasil

.

Comparação do perfil de suscetibilidade entre isolados clínicos de candida spp. orais e vulvovaginais no sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Comparação do perfil de suscetibilidade entre isolados clínicos de candida spp. orais e vulvovaginais no sul do Brasil
Outro título Comparison of susceptibility profile among clinical isolates of oral and vulvovaginal Candida spp. in southern Brazil
Autor Dalazen, Daniela
Zanrosso, Danuza
Wanderley, Liliane Alves dos Santos
Silva, Nelci Lopes da
Fuentefria, Alexandre Meneghello
Resumo Introdução: Nos últimos anos, o oportunismo das candidíases vem se tornando cada vez mais recorrente e de difícil tratamento, principalmente em virtude da emergência de novas espécies, bem como devido à diminuição à suscetibilidade aos antifúngicos. O sucesso do tratamento das infecções causadas por Candida depende cada vez mais do conhecimento da espécie e do seu perfil de sensibilidade. Objetivos: Esse estudo teve por objetivo realizar uma investigação do perfil de suscetibilidade de amostras de candidíase oral e vulvovaginal, de pacientes residentes no oeste de Santa Catarina, aos antifúngicos anfotericina B, fluconazol e miconazol. Material e métodos: A suscetibilidade de 60 cepas de Candida spp. foi avaliada frente aos antifúngicos. As determinações das concentrações inibitórias mínimas e concentrações fungicidas mínimas foram realizadas com base no documento M27-A2 do Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI). Resultados: No presente estudo foi observado alto índice de resistência para o fluconazol e para a anfotericina B. O miconazol foi o antifúngico que demonstrou melhor eficácia sobre as cepas testadas. Discussão: As amostras dessa região do estado de Santa Catarina demonstram baixa suscetibilidade aos antifúngicos, o que explica a alta taxa de recidivas nas infecções, mas alerta para a emergência de cepas com resistência adquirida. Conclusão: A prévia avaliação por testes de suscetibilidade in vitro deve nortear a conduta de um tratamento antifúngico efetivo para os casos de candidíase de repetição, principalmente em locais de alta prevalência desta infecção oportunista, como no oeste de Santa Catarina.
Abstract Introduction: In recent years, the opportunism of yeast infections is becoming more recurrent and difficult to treat, mainly due to the emergence of new species as well as due to decreased susceptibility to antifungal agents. The successful treatment of infections caused by Candida is increasingly dependent on knowledge of the causative species and its susceptibility profile to antifungals. Objectives: This study aimed to conduct an investigation of the susceptibility profile of samples of oral and vulvovaginal candidiasis in patients of western Santa Catarina to the antifungal amphotericin B, fluconazole and miconazole. Material and methods: The susceptibility of 60 strains of Candida spp. was evaluated for antifungal agents. The determination of minimum inhibitory concentrations and minimal fungicidal concentrations were based on document M27-A2 of the CLSI. Results: In this study, we observed a high rate of resistance to fluconazole and amphotericin B. The miconazole was the antifungal agent significantly more effective on the strains tested. Discussion: The samples in this region of the state of Santa Catarina showed a low susceptibility to antifungal agents, which explains the high rate of relapses in infections, but alert to the emergence of strains with acquired resistance. Conclusion: The preliminary assessment by in vitro susceptibility testing should guide the conduct of effective therapy for cases of recurrent mainly in areas of high prevalence of opportunistic infection, as in western of Santa Catarina.
Contido em Jornal brasileiro de patologia e medicina laboratorial. Vol. 47, n. 1, (jan./fev. 2011), p. 31-36
Assunto Antifungicos
Candida
Perfil de sensibilidade
[en] Antifungal agents
[en] Susceptibility profiles
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/52401
Arquivos Descrição Formato
000780076.pdf (184.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.