Repositório Digital

A- A A+

Efusão Pericárdica em Cães

.

Efusão Pericárdica em Cães

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efusão Pericárdica em Cães
Autor Souza, Heloisa Helena de
Orientador Gerardi, Daniel Guimarães
Co-orientador Neuwald, Felipe Barp
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Caes : Cirurgia veterinaria
Pericardiopatia
Qualidade de vida
[en] Cardiac tamponade
[en] Dogs
[en] Pericardiocentesis
Resumo Efusão pericárdica é a pericardiopatia adquirida mais comum em cães, especialmente em raças de grande porte. Dentre as causas de efusão pericárdica estão a insuficiência cardíaca congestiva direita, hipoalbuminemia, cistos pericárdicos, infecção e permeabilidade vascular aumentada, geralmente em pequeno volume e sem sinais clínicos, exceto quando massas na base do coração obstruem a drenagem, levando a efusão grande e compressiva. Mais raramente, pode ocorrer exsudação no espaço pericárdico por pericardite, infecciosa ou não. Outras possibilidades são a efusão pericárdica idiopática, recidivante ou não, comum em cães de meia idade, e efusão pericárdica hemorrágica por neoplasias cardíacas, ruptura do átrio esquerdo e, menos comumente, por perfuração cardíaca ou coagulopatia. O diagnóstico é baseado na anamnese, sintomas e sinais clínicos, exames bioquímicos e hematológicos, radiografia, eletrocardiografia, ecocardiografia e análise do conteúdo drenado por pericardiocentese. Encontrar a causa inicial da doença é fundamental para designar o tratamento adequado e determinar o prognóstico, muito embora os exames disponíveis nem sempre sejam conclusivos. O monitoramento e a reavaliação do paciente com efusão pericárdica são importantes, especialmente quando há o risco de associação a neoplasia. Recomendam-se ecocardiografia, ultrassonografia abdominal e radiografia torácica periódicos para a detecção precoce de tumores e avaliação de efusão pericárdica recidivante. O tratamento instaurado depende da causa inicial. De maneira paliativa, deve-se estabilizar o paciente procedendo pericardiocentese a fim de diminuir o tamponamento cardíaco. Em casos de efusão pericárdica idiopática recidivante pode ser necessária intervenção cirúrgica (pericardiectomia subtotal), assim como nas efusões pericárdicas associadas a neoplasias, aumentando a expectativa e qualidade de vida do paciente.
Abstract Pericardial effusion is the most common pericadial disease acquired in dogs, especially the large breeds. Among the causes of pericardial effusion are right congestive heart failure, hypoalbuminemia, pericardial cysts, infection, and increased vascular permeability, usually in small volume and without clinical signs, except when a heart mass block drainage, leading to large and compressive effusion . More rarely, there may be exudation in the pericardial space by pericarditis, infectious or not. Other possibilities are idiopathic pericardial effusion, recurrent or not, common in middle-aged dogs, hemorrhagic pericardial effusion caused by cardiac neoplasms, rupture of the left atrium and, less commonly, cardiac perforation or coagulopathy. The diagnosis is based on history, clinical signs and symptoms, biochemical and hematological tests, radiography, electrocardiography, echocardiography and analysis of the contents drained by pericardiocentesis. Find the initial cause of the disease is critical to designate the appropriate treatment and determine prognosis, although the available tests are not always conclusive. Monitoring and reevaluation of the patient with pericardial effusion are important, especially when there is a risk of association with neoplasia. Echocardiography, abdominal ultrasound and toracic radiography are recomended regularly for early detection of tumors and evaluation of recurrent pericardial effusion. Treatment depends on the initial cause established. So palliative, pericardiocentesis should stabilize the patient in order to decrease cardiac tamponade. Cases of recurrent idiopathic pericardial effusion may require surgical intervention (subtotal pericardiectomy), as well as in pericardial effusions associated with malignancy, increasing patient life expectancy and quality.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/52506
Arquivos Descrição Formato
000835129.pdf (239.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.