Repositório Digital

A- A A+

Efeitos do estresse térmico em rebanhos leiteiros de alta produção

.

Efeitos do estresse térmico em rebanhos leiteiros de alta produção

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeitos do estresse térmico em rebanhos leiteiros de alta produção
Autor Pegorini, Laura da Nova Cruz
Orientador Borges, Joao Batista Souza
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Estresse : Metabolismo
Impacto economico
Manejo : Bovinos de leite
Producao leiteira
Resumo Estresse térmico causa um grande impacto econômico à indústria leiteira mundial. A medida que aumenta a produtividade da vaca leiteira, eleva-se a produção de calor metabólico pelo seu organismo e, consequentemente, a susceptibilidade a altas temperaturas ambientais. Quando vacas leiteiras sofrem de estresse térmico, a eficiência reprodutiva diminui devido a redução na duração e intensidade do estro, desenvolvimento folicular alterado e falha no desenvolvimento embrionário. Além disso, a ingestão de matéria seca e produção leiteira diminuem significativamente, contribuindo para a queda na produtividade. Embora as maiores perdas ocorram nas vacas em lactação, vacas secas e no pré-parto, novilhas e terneiras também podem ter seu desempenho comprometido. O entendimento dos mecanismos através do qual o estresse térmico influencia o organismo do animal e de que forma este age em resposta, têm permitido o desenvolvimento de estratégias com vista a minimizar estas perdas. As principais estratégias de resfriamento utilizadas são o fornecimento de sombra, ventilação e aspersão nos galpões de alimentação, free-stall e sala de espera. Mudanças de manejo também são essenciais, evitando a colocação dos animais em pastagens durante os períodos mais quentes do dia e mudanças no horário e composição da dieta. Com relação à reprodução, inseminação artificial a tempo fixo (IATF) e a transferência de embriões também tem sido usadas com forma de evitar os prejuízos econômicos decorrentes do estresse térmico.
Abstract Heat stress has an enormous economic impact in the global dairy industry. When dairy cow production increases, heat metabolic production increases too and, consequently, the susceptibility to high ambient temperatures. Cows under heat stress have reduced duration and intensity of estrus, altered follicular development and impaired embryonic development. Furthermore, dry matter intake and milk production decreases significantly, contributing to less productivity. Although most losses are in lactating cows, dry cows, heifers and calf’s can have compromised performance too. Understanding the mechanisms by heat stress act on animal’s organism and how it answers has allowing the development of strategies to minimize these losses. Common methods to ameliorate effects of heat stress is cooling in form of shadow, ventilation and soakers in feeding stalls, free-stalls and milking parlor. Management changes are important too, avoiding let cows in pasture during hottest hours of the day and changes in feeding time and diet composition. In reproduction, timed artificial insemination and embryo transfer has also been used to avoid economic losses due to heat stress.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/52517
Arquivos Descrição Formato
000851231.pdf (1.419Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.