Repositório Digital

A- A A+

Avaliação sócio-comportamental de crianças portadoras de dermatite atópica

.

Avaliação sócio-comportamental de crianças portadoras de dermatite atópica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação sócio-comportamental de crianças portadoras de dermatite atópica
Autor Fontes Neto, Paulo de Tarso da Luz
Orientador Cestari, Tania Ferreira
Co-orientador Fortes, Suzana Deppermann
Data 2005
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Adolescente
Comportamento social
Criança
Dermatite atópica
Pré-escolar
Transtornos psicofisiológicos
[en] Atopic dermatitis
[en] Behavior
[en] Children
[en] Psychossomatic
Resumo Introdução: A dermatite atópica (DA) é uma doença inflamatória crônica da pele que apresenta um impacto significativo na qualidade de vida dos pacientes, em conseqüência de episódios recorrentes durante a vida. Considerando estudos recentes que descrevem a associação entre aspectos psicológicos e a dermatite atópica, acredita-se que a investigação da existência de um possível perfil comportamental destas crianças possa auxiliar o desenvolvimento de intervenções psicoterápicas específicas, assim como aumentar o conhecimento sobre a doença. Método: Este trabalho tem como objetivo realizar uma avaliação do perfil sóciocomportamental de crianças portadoras de DA e comparando-as com crianças sem a doença. Neste estudo, do tipo caso-controle, foram incluídos dois grupos com idades entre 4 e 18 anos: o grupo estudo, com pacientes portadores de dermatite atópica que consultam no ambulatório do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) e o grupo controle, composto por crianças e adolescentes sem doença dermatológica, matriculados em escola da rede pública de Porto Alegre. O tamanho estimado da amostra foi de 25 indivíduos em cada grupo. A coleta dos dados realizou-se através do CBCL (Child Behavior Checklist), validado no Brasil com o nome de Inventário de Comportamento da Infância e Adolescência. Resultados: Foram encontradas diferenças estatisticamente significativas nas duas dimensões globais (internalização e externalização), sendo que as crianças portadoras de dermatite atópica mostraram mais sintomas relacionados com ansiedade, depressão, alterações de pensamento e comportamento agressivo quando comparadas com crianças sem a doença. Conclusão: Os resultados indicam a necessidade de abordagens interdisciplinares no tratamento da criança com DA, valorizando não só as lesões dermatológicas, como também os aspectos emocionais dos indivíduos.
Abstract Introduction: Atopic dermatitis (AD) is a chronic inflammatory skin disease which causes a significant impact on the quality of life of the patients as a consequence of recurrent episodes during their lives. Considering recent studies describing the association between psychological aspects and atopic dermatitis, it can be suggested that the search of a possible behavioral profile of children presenting AD may be of help in the development of specific psychotherapeutic interventions as well as increasing the knowledge about the disease. Methodology: This research aims to accomplish an evaluation of the social-behavior profile of children with AD compared with others without the disease. In this case-control study two groups, aged 4 to 18 years old, have been included,; the study-group including patients with atopic dermatitis who have been assisted at the Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) and the control-group of children and adolescents without AD enrolled at public schools in Porto Alegre. The estimated sample size was 25 individuals in each group. Data collection was accomplished utilizing the Child Behavior Cheklist (CBCL), instrument valited in Brazil as Inventário de Comportamento da Infância e Adolescência. Results: Significant statistic differences were demonstrated in both global dimensions (internalizing and externalizing), having the children with AD more symptoms related to anxiety, depression, alteration of thoughts alterations and aggressive behavior when compared to the children without the disease. Conclusion: The results emphasizes the need of interdisciplinary approaches in treating children with AD, contemplating not only the dermatological aspects, but also the emotional aspects of the disease.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/5255
Arquivos Descrição Formato
000512750.pdf (840.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.