Repositório Digital

A- A A+

Laringoplastia com balão em crianças com estenose subglótica em evolução: experiência de um hospital terciário

.

Laringoplastia com balão em crianças com estenose subglótica em evolução: experiência de um hospital terciário

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Laringoplastia com balão em crianças com estenose subglótica em evolução: experiência de um hospital terciário
Outro título Balloon laryngoplasty in children with acute subglottic stenosis : experience of a tertiary-care hospital
Autor Schweiger, Claudia
Smith, Mariana Magnus
Kuhl, Gabriel
Manica, Denise
Marostica, Paulo José Cauduro
Resumo O manejo da estenose subglótica (ESG) em crianças continua sendo um desafio para os otorrino-laringologistas. A laringoplastia com balão (LPB) consiste num procedimento endoscópico, descrito inicialmente em 1984, para tratamento de estenoses da via aérea alta, apresentando várias vantagens em relação a outras técnicas cirúrgicas e com resultados promissores. Objetivo: Apresentar a nossa experiência com a realização de LPB em pacientes pediátricos com ESG. Material e Método: Estudo prospectivo de pacientes pediátricos com diagnóstico de ESG pós-extubação em evolução (ainda com tecido de granulação). Realizou-se laringoscopia direta sob anestesia geral e dilatação do segmento estenótico com cateter de angioplastia. Os pacientes foram acompanhados e nova laringoscopia foi realizada uma semana após o procedimento inicial. Resultados: Foram incluídas no estudo oito crianças no período de junho de 2009 a outubro de 2010. Destas, quatro apresentavam ESG Grau 3, três apresentavam ESG Grau 2 e uma, ESG Grau 1. Na laringoscopia direta de revisão, apenas duas apresentavam ESG residual assintomática (Grau 1), sendo que as outras seis apresentavam via aérea normal e estavam assintomáticas. Conclusão: A LPB parece ser um tratamento efetivo para ESG em evolução. Necessitamos mais estudos para sabermos a eficácia, a segurança e as indicações deste procedimento.
Abstract Management of subglottic stenosis (SGS) in children is still a challenge to Otorhinolaryngologists. Balloon laryngoplasty (BLP) is an endoscopic procedure, first described in 1984 for the treatment of airway stenosis. It shows promising results and seems to be more effective than other procedures. Aim: To present our experience with BLP in children with SGS. Material and Method: Prospective study of children diagnosed with acute subglottic stenosis, i.e., stenosis with granulation tissue. They underwent direct laryngoscopy under general anesthesia and dilatation of the stenotic segment with angioplasty balloon. They were followed up and a second laryngoscopy was performed one week later. Results: Eight children were included in this study between June 2009 and October 2010. Four had Grade 3 SGS, three had Grade 2 SGS and one had Grade 1 SGS. By the second examination, two children presented with asymptomatic Grade 1 SGS, while the other six presented with normal airway and remained asymptomatic. Conclusion: BLP seems to be an effective treatment for acute SGS. We need more studies to refine our knowledge concerning efficacy rates, safety and indications for balloon dilatation.
Contido em Revista brasileira de otorrinolaringologia. Rio de Janeiro. Vol. 77, n. 6 (nov./dez. 2011), p. 711-715
Assunto Criança
Dilatação com balão
Laringoestenose
[en] Balloon dilatation
[en] Child
[en] Laryngostenosis
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/52937
Arquivos Descrição Formato
000821631.pdf (670.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir
000821631-02.pdf (693.8Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.