Repositório Digital

A- A A+

Análise da pressão da artéria pulmonar em crianças com hipertrofia adenotonsilar no pré e pós-operatório de adenotonsilectomia

.

Análise da pressão da artéria pulmonar em crianças com hipertrofia adenotonsilar no pré e pós-operatório de adenotonsilectomia

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise da pressão da artéria pulmonar em crianças com hipertrofia adenotonsilar no pré e pós-operatório de adenotonsilectomia
Autor Martha, Viviane Feller
Orientador Moreira, José da Silva
Data 2008
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Pneumológicas.
Assunto Adenoidectomia
Criança
Hipertensão pulmonar
Tonsilectomia
Resumo Introdução: A hipertrofia de tonsilas palatinas e faríngeas encontra-se entre as causas mais freqüentes de procura ao consultório do médico otorrinolaringologista na faixa etária pediátrica. A hipertensão pulmonar pode ser uma das complicações da hipertrofia adenotonsilar, entretanto poucos estudos publicados analisam a pressão pulmonar dessas crianças. Objetivos: Avaliar o comportamento da pressão arterial pulmonar em crianças portadoras de hipertrofia adenotonsilar antes e após adenotonsilectomia e a prevalência de hipertensão pulmonar nessas crianças. Delineamento: série de casos. Método: Foram recrutadas crianças com obstrução de via aérea superior por hipertrofia adenotonsilar, atendidas em ambulatório de otorrinolaringologia e com indicação de adenotonsilectomia. Todos os pacientes realizaram ecocardiograma no pré e pós-operatório. Preferencialmente, utilizou-se a pressão arterial pulmonar sistólica (PAP sistólica), mas, naqueles pacientes em que não foi possível determiná-la, foi estimada a pressão arterial pulmonar média (PAP média). Resultados: Participaram do estudo 33 pacientes, com idade de 6,81 ± 3,61 anos, vinte deles do sexo feminino (60,6%). Doze pacientes (36,3%) apresentaram hipertensão pulmonar no período pré-operatório. Todos esses tiveram a pressão arterial pulmonar normalizada no pós-operatório. Nesses pacientes com hipertensão pulmonar, a PAP sistólica diminuiu de 35,25 ± 6,18 mmHg para 25,75 ± 0,5 mmHg, enquanto a PAP média variou de 27,81 ± 2,78 mmHg a 20,61 ± 5,07 mmHg entre o período pré e o pós-operatório. Conclusões: A hipertensão pulmonar é freqüente em pacientes com indicação para adenotonsilectomia. Após a adenotonsilectomia verificou-se normalização da pressão da artéria pulmonar nas crianças com hipertrofia adenotonsilar e hipertensão pulmonar. Nas crianças sem hipertensão pulmonar não houve modificação dos valores após a cirurgia.
Abstract Abstract: Adenotonsilar hypertrophy is one of the most common causes for otolaryngeal consultation in children. Pulmonary hypertension is one complication that may develop secondary from adenotonsillar hypertrophy; however patients are hardly ever investigated for pulmonary hypertension. Objectives: Evaluate the behavior of pulmonary arterial pressure in children with adenotonsilar hypertrophy, before and after adenotonsillectomy and pulmonary hypertension prevalence in this group. Design: series of cases. Methods: children and adolescents with upper airway obstruction secondary to adenotonsillar hypertrophy and indication for adenotonsillectomy from the otolaryngology ambulatory were recruited. All patients underwent echocardiogram before and after adenotonsillectomy. The systolic pulmonary arterial pressure (systolic PAP) was used preferentially. In patients were it wasn’t possible to estimate it, the mean pulmonary arterial pressure (mean PAP) was used. Results: thirty-three patientes were included in the study. Average age was 6.89 years ± 3.61 years. There were twenty females (60.6%). Twelve patients (36.3%) presented with pulmonary hypertension (PH) on the preoperative period. All of them normalized the PAP after surgery. In patients with PH, the systolic PAP decreased from 35.25 ± 6.18 mmHg to 25.75 ± 0.5 mmHg. The average mean PAP significantly decreased from 27.81 ± 2.78 mmHg to 20.61 ± 5.07 mmHg. Conclusions: Pulmonary hypertension is frequently seen in patients with adenotonsillar hypertrophy. Adenotonsillectomy normalized both systolic and mean PAP in children with adenotonsillar hypertrophy and pulmonary hypertension. In children without pulmonary hypertension there was no significant change in the average systolic or mean PAP.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/52945
Arquivos Descrição Formato
000836619.pdf (909.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.