Repositório Digital

A- A A+

Efeito agudo do alongamento estático passivo na força explosiva de membros inferiores de homens jovens

.

Efeito agudo do alongamento estático passivo na força explosiva de membros inferiores de homens jovens

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeito agudo do alongamento estático passivo na força explosiva de membros inferiores de homens jovens
Autor Esnaola, Bruna Weinert
Orientador Pinto, Ronei Silveira
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Alongamento
Forca explosiva
[en] Explosive strength
[en] Stretching
[en] Transient deficit
Resumo Estudos científicos têm mostrado que a prática do alongamento antes de exercícios de força interfere na produção da mesma. Acredita-se que o alongamento induz um déficit transitório na força, e que este déficit está relacionado com fatores neurais e mecânicos. Sendo assim, o objetivo do presente estudo foi analisar o efeito agudo do alongamento estático passivo na força explosiva de membros inferiores. Para isso foram recrutados 20 homens jovens, com idade média de 21,3 ± 2,4 anos e fisicamente ativos que tiveram seus valores de força explosiva avaliados no salto com contramovimento (CMJ) nas condições sem alongamento prévio (SA) e com alongamento prévio (CA), realizados em dias distintos e de forma randomizada, com pelo menos 24h de intervalo. As médias dos valores encontrados nas condições SA e CA foram de 36,705 ± 6,085 e 35,530 ± 6,387, respectivamente, sendo estes valores significativamente diferentes entre si (p < 0,05). Conclui-se que para atividades explosivas que envolvam o ciclo alongamento-encurtamento, como no salto vertical com contramovimento, a aplicação prévia do alongamento estático passivo não é recomendada, pois causa um decréscimo significativo na força explosiva.
Abstract Scientific studies demonstrate that practicing stretching before realizing strength exercises interferes in its production. It’s believed that stretching induces transient deficit in the strength, and this deficit is related with mechanical and neural factors. So, the objective of the present study was to analyze the acute effect of passive static stretching in the explosive strength of inferior limbs. The subjects were 20 young men physically actives with an average age of 21,3 ± 2,4 years old, which had their values of explosive strength measured on the countermovement jump (CMJ), in these conditions: without previous stretching (SA), and with previous stretching (CA), realized in different days, and in ramdomized way, with at least 24h of interval. The average values in SA and CA conditions were, respectively, 36,705 ± 6,085 e 35,530 ± 6,387. These values were significantly different (p < 0,05). It follows that explosive activities that involves stretch-shortening cycle, as in countermovement vertical jump, previous passive static stretching application is not recommended, it causes a significant decrease in explosive strength.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/53137
Arquivos Descrição Formato
000852988.pdf (569.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.